Corpo de Bombeiros: Governo desenvolve ações para segurança portuária

 
Foto 1 Divulgação - plano de ação de segurança portuária
Foto: http://www.cbm.ma.gov.br


O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) está fiscalizando as empresas que atuam no entorno do Porto do Itaqui e nos terminais de passageiros, em São Luís. A ação é desenvolvida em parceria com a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e integra o plano de ação definido pelo governador Flávio Dino em recente visita ao porto.

O presidente da Emap, Ted Lago, afirmou que a gestão está comprometida com o desenvolvimento da segurança portuária. “Vamos investir na reestruturação dos procedimentos internos de operacionalidade e temos, no Corpo de Bombeiros, uma das instituições mais bem conceituadas nessa área”, disse Ted Lago.

A fiscalização começou na terça-feira (20) com a participação de equipes da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil e do Grupamento de Atividades Técnicas (GAT). Os técnicos estão avaliando o tráfego de veículos, as áreas de trânsito, a sinalização educativa, a infraestrutura das instalações, entre outros itens.

O objetivo é elaborar um diagnóstico com as principais deficiências e situações de vulnerabilidades quanto aos procedimentos de rotina da segurança interna e externa. “Com a conclusão desse estudo vamos montar um plano de contingência e atuação preventiva para todo o complexo portuário do Maranhão”, informou o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto.

As ações para garantia da segurança portuária incluem o Plano de Auxílio Mútuo, projeto coordenado pela Emap e que deverá ter a participação do Corpo de Bombeiros. O plano visa assegurar o cumprimento das normas de segurança e prevê a realização de treinamentos de vigilantes, seguranças e funcionários, unificando os procedimentos e regras de segurança.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações

INTOLERÂNCIA MILITAR