Comando da PMMA cria o projeto da Companhia de Operações de Sobrevivência em Área Rural(CORSAR)

Cabeças de Lampião, Maria Bonita e seus "Cabras"


Na reunião do Comandante Geral da PM, Cel. Alves, com as associações militares, foi anunciado uma séria de projetos de médio, curto e longa duração a ser enviado ao governo do Estado, entre eles o COSAR (Companhia de Operações de Sobrevivência em Área Rural, para as cidades).

O COSAR é um projeto de autoria do Cel. QOPM Pereira. O oficial é um exímio especialista em cursos operacionais e sobrevivência, é um dos poucos da Polícia Militar que possuem cursos como: BOPE(Brasília) e CIGS(Guerra na Selva) do Exército.

A nova Companhia da Polícia Militar que deverá ser criada em breve, terá como missão precípua o policiamento na Zona Rural e no interior do Estado. O objetivo é combater os crimes de assaltos a bancos e arrombamentos aos caixas eletrônicos  no interior do Estado.

Nos últimos anos, surgiu uma nova modalidade de crimes contra as instituições financeiras, que ficou conhecido como o “Novo Cangaço”. Esse tipo de crime é orquestrado por bandos fortemente armados. O nome relembra ao movimento que surgiu no fim do século XIX e foi extirpado na década de 1940, o Cangaço.

O Cangaço aterrorizou todo o Sertão Nordestino e sob os auspícios de Lampião, a Caatinga tornou-se a moradia dos bandos armados, conhecidos como cangaceiros. Esses criminosos aterrorizaram por muitos anos as cidades interioranas do Nordeste. De forma cruel, violenta e sem piedade, os cangaceiros ditavam as normas e as leis naquela época. 

Corrisco, o Diabo Louro

Somente com a determinação do governo Federal, que o cangaço chegou ao seu fim em 1940, com a morte de Corisco, um dos mais vorazes cangaceiros.

Usando as mesmas práticas de terror, violência e assassinatos, os “Novos Cangaceiros”, vem buscando as pequenas cidades do interior do Estado, cujo efetivo policial é insuficiente. E por conta dessa situação, os criminosos tem invadido os municípios e causado o pânico entre a população.

Os bandos chegam nas cidades, explodem agencias bancarias, atiram e demonstram o seu arsenal de guerra e poder de fogo. Os criminosos sabem que o efetivo policial é irrisório e tem plena certeza que a PM local pouco poderá fazer alguma coisa.

Pensando em tudo isso é que o Comando da PM resolveu criar, o COSAR para combater esses “cangaceiros” modernos.
Volante Policia na época do Cangaço

A Companhia deverá funcionar como as antigas Volantes policiais que deram fim aos bandos de cangaceiros espalhados pelo Sertão Nordestino.

Alguns municípios serão contemplados como: Imperatriz, Presidente Dutra, Baixada Maranhense e suas respectivas regiões.

Os “Cangaceiros” modernos que se cuidem, pois o COSAR irá varrê-los do Estado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações