UM SONHO DILUÍDO




As eleições municipais para os militares chegou na reta final, dezenas de militares espalhado pelo Estado foram testado nas urnas nessas eleições. O movimento paredista deu um despertar entre os militares na necessidade que o campo político seria uma das válvulas de escapes para as agruras militares.

Nomes de lideranças foram cogitados para serem os símbolos da representatividade no pleito eleitoral municipal, as forças militares estavam todas prontas para mais um movimento, só que desta vez um movimento político. A prontidão povoou na mentalidade miliciana um dever, um compromisso e uma missão que todos tinham a desempenha nas eleições. 


Os sonhos foram repletos de desejos a força dos militares estavam estampada nos semblantes daqueles que se fardaram para mais uma missão, as estratégias foram montadas meticulosamente, cada situação foi pensado nos mínimos detalhes, seria uma das maiores vitorias de todos os tempos para a comunidade militar do Maranhão. Os militares da base, os homens de execução, poderiam chegar  pela primeira vez no poder politico, objeto de desejos de todos. 

A guerra fora travada pelo fortalecimento da classe militar, era uma luta de vida ou morte, porque nesse momento o que estava em jogo não era nomes e sim um ideal, uma ideologia, um pensamento a de vê a classe oprimida do baixo clero galgar á ascensão do poder político.
O poder político representaria para os milicianos a força de sua classe, o respeito das instituições militares e sobre tudo o reconhecimento de seu valor frente os ditames institucionais. 

As eleições significaria um apogeu no emaranhado político maranhense para a família militar, simbolizaria a força de uma classe e um nascimento de um novo grupo político no Estado. As significações e todos os sonhos foram interrompidos nas eleições municipais. Os nossos líderes foram esmagados pela desilusão e derrota e com eles toda a família militar foram precipitados nos desfiladeiros da vida.

A derrocada dos militares trará por mais anos o sofrimento de muitos, principalmente daqueles que deram sangue em prol da coletividade. A esperança de dias melhores foi adiada. A derrota precipitaram os lideres na cova dos leões, foi trancafiada pelos poderosos, a era da chibata irá reinar, por que aqueles que lutariam lhes foram tirado suas forças, a da representatividade.

Por mais uma vez demonstramos desunião, os interesses individuais se sobreporão ao da coletividade, sem força, sem poder, sem representatividade os sonhos viraram apenas sonhos. 

Estados como Ceará, Bahia, São Paulo, Minas Gerais e várias outros espalhadas pelo Brasil compreenderam que a luta dos militares é justa. As forças dos militares perscrutaram nestes Estados uma convergência de ideários milicianos. Os militares entenderam que a única forma de conquistarem os seus objetivos deveriam ser no cenário político.

Porém no Estado do Maranhão os milicianos perderam uma grande chance de eleger os seus representantes políticos. Cidades como São Luís, Imperatriz, Caxias, Timon, Bacabal fracassaram no cenário político em contrapartida os poderoso tripudiam em nosso desfavor.

Devemos refletir com bastante profundidade que a não eleição de muitos militares denotou uma tremenda falta de companheirismo entre os militares,  o lema Unidos Somos Fortes foi despejado no mar do esquecimento, parece que muitos não vislumbraram o perigo que seria da derrotadas dos companheiros de luta.

 O cetro saiu de nossas mãos e fora entregue aos tiranos novamente, o cativeiro jaz a porta, a chibata preparada para estraçalhar os lombos dos plebeus, os líderes entregues aos vampiros ávidos por sangues inocentes. 

Esse retrato assolador será o novo quadro que se desenhará, como diz as sagradas escrituras, “ferirei o pastor e as ovelhas ficaram dispersas”(MC 14.27)

No momento que a liderança tornou-se uma preza fácil, os demais serão trucidados, guilhotinados, esse será o preço que todos pagaram pelo erro cometido. A derrota dos candidatos não é apenas deles mais sim de todos. Muitos trocaram sua primogenitura por um prato de lentilha, deixaram de vestir a camisa de um guerreiro que correu todos os riscos inclusive de perder o seu emprego em detrimento de algo individual.

Não aprendemos a lição, parece que o movimento paredista não foi capaz de conscientizar a grande maioria da importância de uma representatividade política, sem pelo qual as lutas são praticamente impossíveis. Queremos adicional noturno, insalubridade, escalonamento vertical, URV, PEC 300, melhorias salarias, dignidade e respeito no serviço, melhores condições de trabalho, etc, etc e tal. Todavia esquecem que esses caminhos são tortuosos e ninguém fará aquilo que somente nós o faremos, quem sabe onde o sapato apertar somos nós. Essa luta é nossa e de mais ninguém.

É necessária uma tomada de consciência com urgência, acredito ainda que podemos reverter essa situação em 2014 a nossa única oportunidade. Perdemos uma batalha, mas não a guerra, somos guerreiros e vamos  superar essa derrota. 

Conclamamos aqueles que querem acreditam numa nova esperança nas nossas vidas, temos que crê que é possível, contudo se não houver uma convergência de união entre todos os militares do Estado do Maranhão, a nossa luta chegará ao fim com as piores das derrotas. 

Força militares, vocês foram valentes e lutaram como  gigantes nessa arena política a vitória pertence a cada um, não desistam de seus sonhos lutem por que a guerra apenas começou. 

CB Ebnilson

Comentários

  1. é uma pena mesmo,pois nossos irmãos da policia miliar,salvo poquissimos guerreiros como cb nogueira,sgt aquino e ebenilson.trairam nosso movimento,trocaram suas honras por vaidades.os numeros não metem,perdemos a guerra pela falta de compromentimento dos policiais militares.foi um fim!agora é cada um por si!policiais militares voluntarios para viajar,mais já era de se esperar.boa sorte a todos e que Deus nos ajude!

    ResponderExcluir
  2. policiais sem honra!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Foi um decepção nas urnas os milicianos nas urnas nas pleito de 2012.Em quanto não nos unirmos vai ser sempre assim, lamentável; mais é verdade,e aqui vejo caro amigo Ebenilson. De IMP. Só colocaram os votos do CEL. Mello, porque??? Aqui vai: SGT.PM TAVARES,PTB 101 VOTOS.SGT BM EBENÉSIO 369.VOTOS CB.DIAS PDT 702 VOTOS.CB. MOREIRA PMDB 69 VOTOS. SD WDEVANDES. PPL 238 VOTOS. CB.CADETE JOÃO LISBOA. PP. 11 VOTOS.

    ResponderExcluir
  4. A DESUNIÃO CAROS AMIGOS É PORQUE OS CANDIDATOS QUE ESTÃO AI, NÃO SÃO INTELIGENTES SUFICIENTES PARA ENTENDER QUE ELES PROPRIOS AINDA NÃO FIZERAM NADA DE CONCRETO PELA CLASSE. PRINCIPALMENTE NÃO FIZERAM NADA PELA POPULAÇÃO DE UM MODO GERAL.E PRINCIPALMENTE QUEREM SUBIR UTILIZANDO O ''NOME'' SE ACHANDO COMO SE FOSSEM OS SALVADORES DA PATRIA. VAMOS FAZER CAMPANHA JÁ !
    NOVOS NOMES PARA AS PROXIMAS ELEIÇÕES.

    ResponderExcluir
  5. CAMPANHA: NOVOS NOMES PARA AS PROXIMAS ELEIÇÕES JÁ QUE OS ATUAIS NÃO TEM COMO ATRAIR OS ELEITORES.

    ResponderExcluir
  6. tivemos essa derrota o sgt.jean marry e o cb.campos ambos desprestigiado pelas corporações vamos colocar mais um nome na avaliação dos militares e o cb .ebnilson é o nome de respeito em ambas corporações, e ele tem coragem e uma pessoa integra.vamos colocar o cb-ebnison nessa luta para deputado estadual eu nem sei se ele quer. isso é apenas uma opnião minha.

    ResponderExcluir
  7. Já era de se esperar, pois com exceção do cabo Campos, que eu vi lutando sozinho no 1BPM e do Ebnilson, que postava as denúncias, depois q começou o pleito eleitoral, todos os demais sumiram do mapa e pensaram em si só. Não é pq na política conseguiriamos mais vantagens para os militares q as outras guerras deveriam ser abandonadas. Kd o fim do RDE?? Kd as 40hs semanais?? ASSEPMA?? Mesa Paritária??

    ResponderExcluir
  8. Cb de timom
    Acho incoerente estarmos apunhalando os companheiro, se queremos melhoras vamos lutar de forma digna e justa, parar com esse choro de perdedor, para de mostrar as nossas fraquezas, e vamos confiar primeiramente em Deus Todo Poderoso, e respeitar as pessoas, para de atribuir culpas uns aos outros. nós pedimos respeito e as vezes não respeitamos ninguém, desse jeito nada dará certo, vamos praticar a Fé, que está na tropa por meio de muitos convertidos ao evangelho e tomar postura de crente em Cristo Jesus, vamos interceder por nossos comandantes e lideres para que tomem acertadas decisões, sem torce o direito do menor (Fl. 5.17 Orai sem cessar.)

    ResponderExcluir
  9. Conheço o rosto de cada militar que estava no movimento paredista principalmente dos que ficavam a noite toda sem dormir para garantir o que muitos colegas chamam agora de nada, recebendo em seus contra-cheques este nada, sem terem pisado na Assembléia durante a Greve, sinto muito, todos tem o direito de escolher o que melhor lhe convêm, e é com este mesmo direito que digo que nunca votarei em nenhum colega que não esteve na luta daqueles dias, por uma questão de principios morais, respeito a eles e ao que foi conquistado até aqui. Eu continuarei na luta e tenho certeza que o futuro nos reservará grandes vitorias por que daqui a mais dois anos quando estes que cruzaram os braços agora, estiveram individados, sem um salario digno, serão os primeiros a aticar os lideres do movimento a tomarem a frente a lutar pelos seus direitos, boa noite amigos "A LUTA CONTINUA," eu não vou desistir. CB BM Fernando.

    ResponderExcluir
  10. Já no 7ºBPM formam eleitos para vereador, os Sd PM/94 Jonhson em Monção e Sd PM/94 Alberto em Bela Vista do Maranhão.

    ResponderExcluir
  11. Caros companheiros,
    O sonho não acabou, o processo de amadurecimento politico é lento mesmo, passamos cem anos para dizer ao Estado: "quero respeito e valorização", fato este, demosntrado durante a greve. As proximas eleições continuaremos a tentar fazer um representante nosso no legislativo. Enquanto esse dia não chega, os q já adiqueriram uma consciência politica, tem a responsabilidade de educar o companheiro q ainda está alienado. muito obrigado!!! Há, não desistam de senhar!!!!

    ResponderExcluir
  12. Só tenho uma pergunta: Em quem voces, seus familiares e outras pessoas sob suas influências votaram?

    Com toda certeza, os seus votos e os votos das pessoas que poderiam ser direcionados por voces não mudarão em nada pra melhor a situação da classe e, consequentemente, as nossas condições e dos nossos familiares dependentes de nós.

    Agora, todo tipo de "sabixão" vai dar pitaco, mas nunca vai asusmir que votou em função de alguma barganha em nome do imediatismo pessoal.

    Me doe os olhos e ouvidos as palavras proferidas com acusações de que os guerreiros como o Sd Torres (Timon), Sgt Mesquita (Bcabal), Sgt Jean Marry (São Luis), Sd Widevandes (Imperatriz) nunca fizeram nada.

    Acreditem, estes mesmo que fazem acusações, são pesoas que nunca estiveram comprometidos com a causa da classe, pois aqueles realmente estiveram compromissados, sabem que Resopndemos a muitso Processos criminais e outro tanto, se não mais, processoas administrativos, fomos transferidos, perseguido e abdicamos do conforto de nssaas famílias e, até, deixamos de fazer os chamados "bicos" para complementar nossas rendas em nome da participáção do movimento classista.

    Com a particpação mediocre nessa eleição, os praças voltaram para dentro da senzalas, colocaram as correntes em seus pés, trancafiaram e entregaram as chaves aos nossos feitores.

    Quando os lançamos nessa eleição, estvamos tabaçhando para elegermos um Deputado Estadual Militar praça em 2014. Porém, agora, não vislumbramos mais viabilidades de conseguirmos tal feito e, todos nós sabemos, que nunca vamos ter um Deputado falando por nós, pois todos eles sabem, comprovadamente com as eleições deste ano, que não temos condições de legar votos a ninguém e votos é a moeda de troca usado por todo político.

    nenhum Depuatdo vai bater de frente com um governo tão forte e tirano, quanto o do Maranhão, em nome de uma classe que tem condições de dar-lhes garantias nas urnas.

    Como reles praças, nós somos presas muito fáceis. Agora imaginem a força que vamos ter com respaldo que recebemos nas urnas.

    Lamento muito pela falta de capacidade de compreenção da maioria dos colegas. Todos os nossos candidatos tinha grandes viabilidades eleitorais, bstava apenas cada praça ter feito sua parte. Era para os praças serem peça ângular nas eleições de 2014, e tratado com muito respeito. Agora, aguardem para sermos escranchados.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações