São Luís a Ilha do Medo

 
45 pessoas foram executadas a tiros em São Luís no mês de março
Vilãs dos assassinatos na Ilha de São Luís
As quatro cidades que compõem a Região Metropolitana da Ilha, Raposa, Paço do Lumiar, São José de Ribamar e a capital São Luís, tem sido abaladas com um grande número de crimes de homicídio praticados na forma de execução, sem autoria definida. O fato intriga a população e está desafiando as autoridades da Segurança Pública. A Polícia Militar admite que esta modalidade de crime é difícil de ser evitado, embora desenvolva ações visando o desarmamento. A Polícia Judiciária, a quem cabe investigar e elucidar tais crimes, vem desenvolvendo investigações sistemáticas e garante que alguns crimes destes já estão em fase final de elucidação.
 
Até a última sexta-feira (5), já haviam se registrado 171 homicídios este ano na capital, onde a média por dia é de 1,9 morto/dia. Somente no mês de março de 2013, 56 pessoas foram crimes violentos intencionais, dos quais 45 foram com o uso de armas de fogo, casos de execução.
 
A média é tão alta que somente nos cinco primeiro dias do mês de abril, nove casos deste tipo de crime foram registrados. Algumas das vítimas foram: Tarcísio Ferreira Nascimento, 25 anos, morto na Rua do Sítio, na Vila Embratel; Herbert da Silva Martins, 29, morto na Coréia, dentre outros.
 
A delegada geral da Polícia Civil, Maria Cristina Menezes, informou que todos os crimes estão sendo investigados pelas delegacias distritais e pela Delegacia de Homicídios, que está melhor aparelhada com cinco delegados, 18 investigadores especializados e cinco escrivães.
 
Conforme disse, uma portaria da Delegacia Geral determina que as distritais iniciem as investigações, trabalho assumido pela especializada, somente quando o caso se manifesta de difícil solução.
 
Segundo a delegada, a maioria destes crimes já estão elucidados ou próximos do autor. “Os delegados da Homicídios estão se fazendo presentes em todos os locais de crimes ocorridos durante o dia, visto que aquela unidade ainda não está operando com plantões noturnos. Esta medida tem apresentado resultados bastante positivos, pois os levantamentos feitos de imediato, possibilitam a coleta de pistas que facilitam a elucidação dos crimes. As delegacias, em cuja circunscrição ocorreram os crimes, iniciam as investigações e geralmente concluem o inquérito, a menos que o caso seja muito complicado e que exija investigações mais apuradas”, disse a delegada Maria Cristina.
 
A delegada geral disse ainda, que visando otimizar o trabalho da Delegacia de Homicídios, será realizado, ainda este mês, um Curso de Investigação em Local de Homicídio, ministrado por cinco delegados especialistas do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa(DHPP) do Estado de São Paulo.
 

Comentários

  1. PRAÇAS X OFICIAIS

    O SISTEMA PÚBLICO ESTÁ FALIDO DE MODO GERAL!!!!!!!!!1

    A PM PRECISA MUDAR SEU CONCEITO, UMA CORPORAÇÃO Q FICAM NOS BATALHÕES VÁRIOS OFICIAIS SEM TRABALHAR Q PODERIAM SER SUBSTITUIDOS POR QUALQUER PESSOA COM O 2 GRAU COMPLETO. HOJE NO BRASIL COMO UM TODO OFICIAL NÃO TRABALHA, JÁ VIROU CULTURA, OFICIAL NÃO TRABALHA.

    SÓ QUEM TRABALHA NA PM É O PRAÇAS, E ISSO PRECISA MUDAR. ISSO PARECE COM A REPÚBLICA DAS BANANAS, UM PAÍS TER UMA POLÍCIA SÓ PARA POUCOS.
    HOJE O PRAÇA TRABALHA MUITO, GANHA POUCO, NÃO CONHECE SEUS DIREITOS, E FICAM FAZENDO MÉDIA PARA OFICIAL.

    ResponderExcluir
  2. temos q promover todos esses guerreiro q estao nessas viaturar dia e noite,ai sao luis vai melhorar pq os policiais militares com todos pre requisitos passa 19 anos dentro de uma vtr e não ver sua promoçao enquanto outros passam cinco anos em gabinetes são promvidos,promove q eu aposto q a omissão vai praticamente acabar,e o bicho vai pegar

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações