Imagem do dia. Policiais e Bombeiros do Maranhão rumo a PEC 300

PM/BM, saída de São Luís

Nesta manhã (29/09), a Comitiva de Policiais e Bombeiros militares do Estado saíram em direção a Brasília para pressionarem o Congresso colocar a PEC 300 em pauta para votação.
Nossa torcida é que esses guerreiros possam lograr êxito nesta longa viagem, mais sabendo que somente com a luta e persistência é que poderemos chegar em algum lugar.
Desta vez foram disponibilizado para os militares dois(2) ônibus.  Graças ao empenho da ASSEPMMA(Associação dos Servidores Públicos Militares do Maranhão), junto ao deputado Federal Lourival Mendes e o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Cel. Vanderley que se sensibilizaram na luta pela causa da PEC 300.
No percurso está previsto o embarque dos militares de Caxias, Viana e Imperatriz no qual faram uma parada para o jantar. De lá segue-se de imediato para o Distrito Federal.
A previsão é que no dia 2/10, haja uma definição quanto a uma data para votação da PEC.
O blog deseja uma boa viagem aos guerreiros do Maranhão e que Deus os acompanhe durante todo esse percurso.

Comentários

  1. SP: Coronéis ordenam 'feijão com arroz' no policiamento





    A ideia é fazer "feijão com arroz" durante o cotidiano policial, disseram coronéis que participaram nessa quarta-feira, 25, da reunião no Comando-Geral. O descontentamento contra a decisão do governo de anunciar medidas que beneficiam a Polícia Civil causou enorme estrago nos ânimos da corporação. A presença do comandante-geral, Benedito Roberto Meira, no evento em que ocorreu o anúncio provocou críticas pesadas dos oficiais. Meira havia marcado a reunião para as 14h de ontem. Remarcou e apareceu às 16h.

    A presença dele ao lado de Geraldo Alckmin (PSDB) foi vista como apego ao cargo. O contraponto citado foi o do coronel Claudionor Lisboa, que foi comandante-geral no governo Mário Covas. No período em que a PM era criticada pelo então secretário José Afonso da Silva, Lisboa rebatia abertamente o secretário.

    Entre as frases mencionadas pelos coronéis, eles disseram que dois PMs morreram em serviço nos últimos dez dias. A ironia, segundo eles, é que o prêmio acabou sendo o aumento da Polícia Civil. Alguns explicaram que o estrago já havia sido feito e que não era necessário decretar a "greve branca". A corporação, quando desanimada, diminui naturalmente o ritmo.

    ResponderExcluir
  2. Melhores Condições de Trabalho e de Salários

    Texto: Jornalismo Cabos e Soldados

    Leonel Lucas de Lima - Dra Regina Filomena de Luca Miki - Cabo Wilson

    Presidente da ANERMB, Sd BM Leonel Lucas de Lima, Secretaria Nacional de Segurança Pública, Dra. Regina Filomena de Luca Miki e Cabo Wilson

    O Presidente da (Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais do Brasil (ANERMB), Sd BM, Leonel Lucas de Lima; e o Presidente do Conselho Deliberativo, Cb PM Wilson Morais, que também preside a Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo, e demais membros de outros estados ligados à ANERMB mantiveram audiência com a secretaria nacional de Segurança Pública, Dra. Regina Filomena de Luca Miki, no último dia 12 de setembro, em seu gabinete, na próximo à Esplanada do Ministério. O assunto em pauta disse respeito à PEC 24, a criação do Fundo Nacional de Segurança Pública, piso nacional de salários, jornada de trabalho de 40 horas semanais, código de ética a todas as policias estaduais brasileiras e plano de habitação para policiais e bombeiros militares do Brasil. Esses foram os assuntos que fizeram parte do diálogo entre os representantes nacionais dos Policiais e Bombeiros Militares com a secretária nacional de segurança pública. Além de levarem tais reivindicações, os representantes aproveitaram para solicitar, mais uma vez, o apoio da secretaria nacional pela aprovação da PEC 300, em segundo turno.

    ResponderExcluir
  3. MAIS UM PM MORRE DE DEPRESSÃO.

    ALCOOLISMO E DEPRESSÃO E VISTO NA PMMA COMO BANDIDO; EM OUTRAS INSTITUIÇÃO É VISTA COM UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA.

    Entenda como foi a morte do militar de Timon MA 11 BPM,



    Um policial militar que trabalhava em Timon e morava em Teresina morreu ontem à noite, em Teresina. SD. Francisco Fabiano Magalhães, cometeu suicídio em sua residência no conjunto Mocambinho I, na zona Norte da capital piauiense.

    Segundo o sub-tenente J. Edílson, do 6º BPM de Teresina, Francisco Fabiano começou a fazer disparos em via pública por volta das 18 horas quando a polícia foi acionada por populares do bairro. “Nós chegamos até o local e encontramos duas cápsulas de pistola ponto .40 espalhadas na rua”, informa.

    Segundo ele, o policial já estava dentro de casa quando a PM chegou. Ele estava em companhia da esposa e de duas filhas. “O que nós pedimos primeiramente foi para que ele liberasse as duas por segurança”, diz o sub-tenente. Francisco Fabiano pediu para que chamassem os policiais do Maranhão. “Ele não queria ninguém da PM daqui. Então nós chamamos o capitão Vilanova, do 13º BPM de lá que foi quem começou a tentar negociar com ele e o convenceu a liberar a esposa e as filhas”, diz. O sub-tenente informa que Francisco Fabiano estava trancado em casa com todas as luzes apagadas.

    O policial ameaçava cometer suicídio caso houvesse alguma tentativa da polícia de adentrar em sua residência. Os PM’s de Teresina entraram em contato, então, com o major Medeiros, Comandante da Polícia Militar de Timon.

    Em conversa com o blog do Elias Lacerda, Major Medeiros disse que chegou a conversar por cerca de meia hora com o policial tentando o convencer a desistir do homicídio, mas ele dizia que tinha problemas e que estava decidido a dar cabo na vida e acabou se matando com um tiro na cabeça.

    Policiais que atenderam a ocorrência relataram que o militar enfrentava problemas com alcoolismo.

    Major Medeiros contou que o soldado era um bom policial e que nunca havia demonstrado enfrentar problemas. “Ele era silencioso. Homem de poucas palavras, mas cumpria bem com sua função”, disse o comandante.

    Francisco Fabiano Magalhães tinha 41 anos, era da cidade de Caxias e deixou cinco filhos.
    Seu corpo foi sepultado na tarde desta segunda-feira,23, na vizinha cidade maranhense.

    FONTE:(Com parte das informações do site Teresina Diário)

    ResponderExcluir
  4. FOMOS ENGANADOS II ????

    VAMOS FICAR ATENTO PARA AS FUTURAS NEGOCIAÇÕES ENTRE AS ASSOCIAÇÕES DA PMMA E GOV DO MA, VEJAM O ACONTECEU NA ÚLTIMA GREVE, FIZEMOS UMA GREVE PARA AUMENTAR SALÁRIO DE OFICIAL.

    ESTÃO ESPECULANDO NOS CORREDORES UM AUMENTO DE 50 REAIS AO SD, 500 REAIS AO CAP E 1000 REAIS AO CEL, MAIS OU MENOS ISSO, FIQUEMOS ATENTO POR QUE NA ÚLTIMA GREVE NÓS PRAÇAS ENTRAMOS PELO RALO, GANHAMOS 500 REAIS EM 03 ANOS E O CEL GANHOU 3.500 REAIS EM ANOS, FOI QUASE IGUAL, PARA NÃO DIZER IMORAL ESSE AUMENTO.

    ESTAMOS DE OLHO!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

  5. Empresários timonenses se mobilizam para a manifestação que farão contra a violência nesta terça-feira (1/10). O evento está sendo organizado pela Associação Comercial e Industrial de Timon – a ACITI.

    A meta é levar milhares de pessoas às ruas numa grande marcha que vai denunciar a situação da violência no município. Os empresários, especialmente, os pequenos comerciante, dizem-se cansados de serem assaltados constantemente na cidade.

    Alguns dizem que somente neste ano já foram assaltados mais de quatro vezes.

    A macha contra a violência terá início às 7 horas da manhã desta terça-feira em frente ao ginásio de Esportes, na avenida Teresina, no bairro Parque Piauí.

    Os manifestantes vão passar em frente a prefeitura e o fórum da cidade encerrando o movimento com a interdição da BR 316, que passa pelo centro da cidade.

    Foram confeccionadas dezenas de faixas serem distribuídas aos participantes do movimento.

    Os empresários organizadores da manifestação pretendem elaborar um manifesto cobrando mais policiamento para a cidade, construção de um novo presídio, monitoramento eletrônico da cidade com câmeras, regularização do serviço de mototaxi e um Centro de Ressocialização para menores. O documento será entregue a governadora Roseana Sarney e ao prefeito Luciano Leitoa.

    ResponderExcluir
  6. Na PMTO VAI 3.200 REAIS AO SD

    O governo do Tocantins anunciou que vai abrir 367 vagas em novo concurso da Polícia Civil estadual (PCTO), sendo 97 para o cargo de delegado, 38 para agente, 162 para escrivão, 60 para peritos em diversas áreas e 10 vagas para médico legista. A previsão é de que até 10 de outubro sejam abertos os processos licitatórios necessários para a realização do certame.

    Investimentos

    Este ano, já foram abertos três concursos para a segurança pública. Um certame na Policia Militar (PMTO) está aberto e oferta 300 vagas para o cargo de soldado, sendo 270 para o sexo masculino e 30 para o sexo feminino. O salário oferecido ao cargo é de R$ 3.057,77. Também está em andamento a seleção para o cargo de soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBM/TO), com 100 vagas distribuídas em 90 vagas para o sexo masculino e 10 vagas para o sexo feminino. A remuneração é de R$ 3.228,28.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações

INTOLERÂNCIA MILITAR