Compra de capas de chuva para época de seca derruba comandante geral da PM, em Brasília

Cel. Suany Santana Ex- Comandante Geral da PMDF
Compra de capas de chuva para época de seca derruba comandante geral da PM, em BrasíliaCompra de capas de chuva para época de seca derruba comandante geral da PM, em Brasília

Capas de chuva que seriam compradas pela Polícia Militar a preço de terno e gravata no varejo derrubaram o comandante da corporação,  o coronel Suamy Santana, ao final desta quarta-feira (01). Cada capa custaria R$ 314,70. O problema é que o coronel Santana teria autorizado a licitação de compra de 17 mil unidades, totalizando pagamentos de R$ 5,35 milhões ao fornecedor.
Outra discrepância é o fato de a Polícia Militar do Distrito Federal ter 15 mil homens em serviço. As  2 mil capas compradas a mais não teriam justificativa.

Agravante: as capas seriam usadas na Copa 2014, em julho do próximo ano, período do ano em que  o clima em Brasília é um dos mais secos do País, gerando até problemas respiratórios nos habitantes: em julho, a umidade relativa do ar em Brasília pode ficar abaixo de 40%.

Inicialmente o governo do DF tentou minimizar a operação, alegando que o material “seria usado em outros períodos fora da Copa 2014”.

Como a pressão subiu,  o governador Agnelo Queiroz (PT) anulou a licitação. No final desta quarta-feira, o governo anunciou a queda do coronel Santana do comando geral da Polícia Militar. Ele foi substituído pelo coronel Joziel de Melo Freire.

A nota oficial fala que  a PM “errou ao listar o produto entre aqueles adquiridos com vistas à Copa do Mundo, realizada em período climático seco no Distrito Federal....Além disso, a Secretaria de Transparência será acionada para aferir a formação dos preços e quantitativo estimados para a [futura] licitação".

Fonte: http://www.suacidade.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações