BANDA DE MÚSICA NA BERLINDA



A Banda de Música da PM-MA é uma das unidades mais prestigiada da Corporação. Os militares que compõe o quadro da Banda são músicos de excelência, estão entre os melhores do Estado. A Banda é formada por militares especialista em música, que vai de Soldado ao posto de Capitão PM. Atualmente alguns quadros estão completos e isso tem prejudicado muitos militares músicos, a lógica é bem simples: há um Capitão, um 1º Tenente, um 2º Tenente, um Sub-Tenente e  14 Iº SGT,  IIº e IIIº sargentos, Cb e Soldados, cada graduação ou posto dependente um do outro, ou seja, para quer um Iº SGT seja promovido a Sub-Tenente faz-se necessário que os militares nas graduações ou postos subsequentes sejam também promovidos, caso contrário as promoções ficam enterradas, ninguém vai para lugar nenhum. 

Em média quando o militar chegar ao posto de Capitão estará bem próximo do tempo de sua reserva. Atualmente todos os quadros dos oficias músicos estão preenchidos, os que estão em linhas descendentes da escala hierárquica aguardam as aberturas das vagas subsequentes, e poderá acontecer da seguinte forma: O militar poderá completar o seu tempo de serviço e requerer sua aposentadoria dessa forma abriria vagas, contudo esse raciocínio estaria excelente se houvesse apenas uma vaga para cada posto ou graduação. Porém, o que acontece é que de Capital até Sub-tenente há apenas uma vaga, vejam bem. O quadro da Banda é composto de 14 Iº Sargentos que depende de promoção para chegar até o posto máximo que é de Capitão. O grande entrave para os Iº sargentos reside no fato de que todos estão em média com mas de 25 anos de serviços, sendo 13 anos somente na graduação de Iº Sargento, o sonho de chegar ao oficialato pode não acontecer, pois se o quadro da banda não sofrer uma reformulação os militares se aposentaram na sua graduação.

Dos 14 Iº sargentos apenas um será promovido a sub-tenente, pois há vacância na graduação. Preenchida a vaga de sub, os demais estarão fadado a reserva porque as expectativas não são boas, mesmo porque num prazo de cinco anos todos já estarão no seu tempo de irem para reserva, e partindo por esse pressuposto os Iº Sargentos estão enterrando seus sonhos e suas esperanças de um dia chegar no último posto do quadro da Banda.

Recentemente estava sendo desenvolvido um projeto de valorização da Banda de Música pelo comando da PM, nesse projeto de reestruturação os quadros da banda estaria sofrendo alterações e em consequência surgiriam várias vagas nos quadros. Dessa forma, alguns problemas de promoções estariam resolvidos, todavia o fatídico aconteceu. Num passo de mágica o projeto foi para o brejo, amarram num rabo de jumento e foi-se embora a esperança de todos componente da Banda. Os músicos ficaram estarrecidos e desconsolados com a notícia que foi igual a uma bomba relógio jogada nas esperanças dos militares músicos.

Era visível a tristeza dos militares, os semblantes demonstravam a decepção, a desmotivação e o desestímulo, os militares estavam desnorteados com a péssima notícia sem saber o que fazer. 

Os militares músicos se encontraram numa situação sem jeito, porque a 13 anos na graduação de Iº  Sargentos seus sonhos foram por água abaixo, os estragos não atinge somente os mitrares mas sobretudo a própria família, como que os filhos, esposas, parentes e amigos vão  compreender toda essa situação, os projetos futuros, todos já pensando numa formatura com todo mundo para congratula-los com as suas promoções, como que o pai, filho, cidadão e militar enfrentará toda essa situação? O caso é deprimente.

Fomos procurar saber o que aconteceu de quem foi a responsabilidade já que o projeto tinha aquiescência do próprio Comando. Conversamos com um oficial técnico responsável pela elaboração do projeto. Segundo o oficial, foram feitos todos os esforços para que o projeto fosse aprovado, todos os estudos técnicos foram realizados e tinha tudo para ser aprovado. Porém, como toda a decisão dependeria exclusivamente do poder executivo, o referido oficial disse que a decisão final não dependeu do comando e sim “lá de cima” nesse caso do governo. Em decorrência da criação dos colégios militares as vagas ficaram nessas unidades, disse o oficial. Essa medida do governo deixou de fora os militares da Banda de Música. 

A Banda de Música além de suas funções precípuas concorrem as escalas de policiamento na grande São Luís. Fazem uma dupla jornada, concorre o tempo toda a escala vermelha. As tocadas como é chamada as atividades desenvolvidas pela banda, vai de aniversario a briga de galo. Todos os músicos fazem das tripas ao coração para desenvolver com maestria os seus dons, contudo as recompensas são as da exclusão. Como para o governo banda de música não tem um valor político (votos), os valorosos músicos da banda foram execrados em detrimentos dos colégios militares que é uma mina de ouro, ou melhor, de votos.

O Sargento Rodrigues, um dos mais antigos sargentos da PM-MA, que compõe os quadros da Banda de Música, nos confessou de sua decepção e frustração com referência ao projeto da Banda. De acordo com os Iº Sargentos já há pelo menos 20 requerimentos solicitando o afastamento e mudança do quadro de músico para combatente. Isso poderá levar ao fim da Banda de Música. Infelizmente essa triste realidade assombra todos os militares, faz-se necessário uma lei de promoção justa e com urgência para que essas lacunas possam solucionar os grandes problemas das promoções. Porque do jeito que as coisas andam daqui algum tempo não haverá mas promoções.

CB Ebnilson      

Comentários

  1. Gente essa polícia militar é falida....em todos os aspectos.... não tem prósperidade nenhuma.....!!!

    ResponderExcluir
  2. A polícia militar do Maranhão, tem uma dívida histórica de justiça social com todos os seus componentes,porque não dizer, todos estes que fazem parte da corporação, ativos e intivose, em expecial, os praças desta briosa pmma; e não será uma simples manifestação que irá demostrar o comtrário, que no entender da lógica, deveria ter sido vista como uma forma de inssastisfação da tropa e não uma mera rebeldia. Por isso, nosso dignissimo cmt geral cel. Franklin, precisa entender que quando se assume uma instituição, ou uma empresa, ele não tem só a posse de seus ativos, como tabém, deve assumir um compromiço com todo seu passivo. A polícia militar é uma instituição centenária, e alguns conceitos precísam ser revistos, ou continuaremos num retrosseço inrreparável, que só trará mais prejuíso para a sociedade...

    ResponderExcluir

  3. Acho que vocês fizeram o concurso errado; deveriam ter feito para as forças armadas, concerteza, seriam bem mais valorizados e prestigiados pela corporação marinha, exercito ou aeronáutica.

    Acredito que chegará o dia em que PM´S e BM´S desfilaram em eventos cívicos-militares ao som de um CD, tendo um DIJHEY cabeludo e civil como maestro da "APARELHAGEM"

    kkk...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações