Situação indefinida, militares aguardam um pronunciamento do governo



Passou segunda-feira(06/04), e nada de governo se manifestar com relação ao reajuste salarial dos policiais militares e bombeiros.

O blog havia anunciado que nesta data, o governo iria se pronunciar sobre a reposição salarial dos militares. Contudo, por mais uma vez não aconteceu a reunião da cúpula do governo, pois tanto o Secretário de Gestão e Previdência, Filipe Camarão, como o próprio Governador não estavam na cidade. Flávio Dino, encontrava-se em Brasília. Dessa forma a reunião não aconteceu.

Com isso ficamos novamente sem informação. Não se sabe quando será o pronunciamento do governo. No último pôster sobre o assunto, um internauta havia me criticado, quando disse para nós termos paciência. Falei e repito novamente, tenhamos paciência, pois não há outra alternativa. Infelizmente as coisas não acontecem como gostaríamos. Não está no nosso querer e sim no do governo.

Compreendo à agonia e a expectativa que é gigantesca, sei que essa espera é ruim, por que gera uma expectativa terrível. Os militares, não aguentam mais de tanta espera, mas o processo político é assim mesmo.

Não vejo outra alternativa a não ser esperar. Muitos falam em greve, não acredito que nesse momento ela seria o melhor caminho. É muito prematuro falarmos em paralisação em um governo que está apenas com 4  meses, alguém pode dizer que o blog é governista ou coisas do gênero.

Nós votamos neste governo, fiz política para este governo, queríamos retirar o Estado das mãos do grupo dominante e assim o fizemos. Não há dúvida do nosso posicionamento ideológico e político, contudo a de se convir que as mudanças que desejamos, não virão da noite para o dia.

Acredito sim, que esse governo olhará para nossa categoria. Temos um deputado, Cb Campos, que está diuturnamente fazendo articulações para que possamos ter uma resposta satisfatória. As lideranças estão lutando para que possamos resolver nossa vida financeira.Temos que acreditar.

Agora, amigos, não podemos nos precipitar e acharmos que as coisas vão se resolver somente com uma paralisação, vimos que já foram feitas duas e não resolvermos nossa situação salarial.

Podem me acusar de qualquer coisa, mais continuo acreditando que vamos ser valorizado. Quando? Não sei. No momento que sentir que o governo que passar o rodo na gente, vou ser o primeiro a descer a lenha e o porrete neste governo.

Por enquanto, defendo a tese da confiança no governo Flávio Dino e sei que haverá até o final desse semestre uma posição governo para com os militares. Por tanto, meus amigos paciência não mata ninguém.

Como diz o velho adágio chinês: "A quem sabe esperar, o tempo abre as portas". Provérbio Chinês .

Comentários

  1. Ebenilson VC diz que já fizemos duas greves e não resolvemos nada, discordo, se existe uma esperança de reconhecimento por parte do governo, é justamente por causa das greveves e lhe digo mais, água mole em pedra dura, tanto bate até que fura( ditado popular)

    ResponderExcluir
  2. Ebenilson, discordo quando diz que fizemos duas greves e não resolvemos nada, resolvemos sim, conseguimos mostrar ao governo e ao próprio comando da policia que temos valor e somos capazes de nos mobilizar quando somos desrespeitados e esquecidos. Digo mais,se há hoje uma espectativa de aumento e reconhecimento do governo, foi por causa das graves. (Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura)

    ResponderExcluir
  3. PORQUE MARCARAM ESSA REUNIAO SABENDO Q. O SECRETARIO TINHA QUE ESTA. EM PORTUGAL DIA 7/4. A VIAGEM TAVA MARCADA DESDE 27/3

    ResponderExcluir
  4. meu caro ebnilson , quando a reunião do dia 30/03 foi adiada q marcaram outra para o dia 06/04 o secretario de gestão e previdencia felipe camarão, já tinha conhecimento q não estaria em são luis nesta data, pois a viagem do mesmo para portugal já estava publicada no diario oficial, então ele já sabia q essa reunião não ia acontecer, o q realmente estar acontecendo é q o governo estar só enrolando, esse teu blog já foi util aos militares, tenho q reconhecer isso, mais hoje estar defendendo os interesses do governo ou melhor estar se parecendo mais um blog governista, igual ao blog do gilberto lima, marrapá, cesar belo e outros por ai, tu devia trocar o bordão em vez de voz dos militares, colocar a voz do governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro companheiro, apenas vou esperar as coisas acontecerem, como disse acredito ainda nesse governo, quando vê que tudo é enrolação, com certeza mudaria minha postura. Mas vamos aguardar, antes de tomarmos qualquer decisão.

      Excluir
    2. Vocês sabem muito bem que esse governo não ira fazer nada..temos que cruzar os braços. .operação tartaruga...ebnilson Flávio dino e muito safo...ele sabe que não pode aprovar o escalonamento porque os 21% esta no STF.e o governo vai perder...ai ele seria obrigado e pagar o escalonamento mais os 21%...isso ele não quer...e outra esse marcelo tavares falou que o escalonamento causaria um rombo de mais de 1 Bilhão aos cofres do governo...vc ebnilson fala tanto que o governo vai fazer e nada..e campos esta calado...a polícia militar não precisa de um deputado mudo....que Não cobra mais agilidade governo fica enchendo linguiça e vcs acreditam....vergonha..vergonhaaa os militares estão cansados dessa ma vontade política. ..mais alguém esta ganhando com isso tudo.....

      Excluir
  5. Eu acredito que esse governo não tem nem compromisso com os militares, porque ele deu aumento pra todas as categorias menos para eles.Que não é aumento, sim reajuste.

    ResponderExcluir
  6. no governo passado, houve a espera, nada, pelo contrário veio foi mas problemas.

    agora ? esperar de novo?

    acho que a tropa não tem que mais esperar por jornais ou blogs, tem que se buscar agora, doa a quem doer.

    da luta já viemos .

    ResponderExcluir
  7. paciencia nao paga aluguel nem coloca comida na mesa, infelizmente

    ResponderExcluir
  8. A espera é agonizante mesmo. Mas eu acredito.

    ResponderExcluir
  9. Esperar? Sempre esperamos. Nunca olhei valorização as duas greves foram importantes e uma terceira poderá surgir se for necessária. Digo para cada um de vocês. Nossa paciência está acabando porque nunca sabemos de nada. Não sabemos o que está realmente sendo negociado, reais valores. Tudo não passa de achismo, não temos nada de real até o momento. Estamos vivendo de promessas.

    ResponderExcluir
  10. KD O DEPUTADO DOS MILITARES, SÓ A EXCELENCIA PODE FALAR AO BLOG O QUE REALMENTE ESTÁ OCORRENDO, PORQUE NÃO SE MANIFESTA?
    COM A PALAVRA O DEP DOS PMS E BMS

    ResponderExcluir
  11. Ebenilso, eu já sabia que essa reunião não aconteceria. Se em 2011 os militares não tivessem feito paralisação não teriam conseguido os 26% de reposição salarial. Portanto, acredito que o Governo só entende a linguagem da paralisação.

    ResponderExcluir
  12. Maranhão: Greve chega ao fim. Veja o acordo feito entre governo e militares:

    Encerrado um capítulo inédito na história do Maranhão: A paralisação dos policiais militares e bombeiros



    Por deliberação da maioria dos militares presentes na Assembléia Legislativa foi decretado o fim da greve.

    Desde o dia 23 os militares estão acampados no prédio da Assembléia.

    O Governo do Estado anunciou que só negociaria com os militares parados teve que ceder e o secretário de Projetos Espeiciais, João Alberto de Sousa, foi nomeado o interlocutor.

    Hoje o secretário João Alberto apresentou a seguinte proposta:

    Em 2012 - 2.240,00
    Em 2013 - 2.396,00
    Em 2014 - 2.564,00

    Além disso, o Governo propôs o alumento do Salário-Alimentação de R$ 250,00 para R$ 300,00

    O que mais os militares conquistaram:

    1. Anistia de todos os participantes do movimento, no período compreendido entre 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2011;

    2 – Fim do R.D.E (Regulamento Disciplinar do Exército) para a Polícia Militar; Será elaborado um Código de Ética.

    3 – Fica definido o dia 1º de março, como data base;

    4 – Criação da Lei de Promoções;

    5 – Criação de uma Comissão Paritária permanente para acompanhar todos os projetos de interesse dos militares;

    6 – Carga horária de 40 horas semanais;

    ResponderExcluir
  13. Meus Caros, vamos direto ao chefe do poder executivo.
    Vamos até a porta do Palácio dos Leões e ouvir o que o governador tem para a categoria.

    Este blog está empurrando com a barriga.
    Campos virou garoto Facebook.

    ResponderExcluir
  14. A verdade é que todos estão numa boa, Cb campos Deputado, PMs da ultima greve já estão no gabinete Militar na Assembleia Legislativa e por ai a fora,e o nosso amigo Ebnilson ainda pede paciência me compre um bode meu amigo.

    ResponderExcluir
  15. Acordem se fossemos ter algo já teríamos conseguido seria mais bonito o governo assumir que não vai dar nada.

    ResponderExcluir
  16. cade o nosso representante?

    ResponderExcluir
  17. Agente não pode botar a mão no fogo por uma Administração um pouco conhecida. Portanto, é o jeito esperar desconfiando.

    ResponderExcluir
  18. Meus amigos, vamos procurar nos qualificar intelectualmente e conseguir uma profissão que não seja tão opressora como a PM é, que nos valorize e se preocupe com nossa qualidade de vida. A PM é uma instituição centenária e todos os anos existe essa falácia de melhoria salarial, mas que nunca chega. Vamos estudar meu amigos e conseguir um trabalho melhor e assim, nos libertar desse atraso em nossas vidas!

    ResponderExcluir
  19. Na hora H Será que o Deputado Cabo Campos vai ficar do lado do Governo ou da tropa?

    ResponderExcluir
  20. Caro ebnilson concordo com vc, mais vcs se lembram qd roseana assumiu o gov? Foi um cala boca foi mas foi 500 reais de reajuste e pegou o gov também quebrado q Jackson saiu distribuindo real a fulote ai pras prefeituras entao amigo nao venha defender o gov pq se fosse ao contrário vc cb Campos e todas as outras associações ja estariam pipocando um movimento entao acho q ja deu esgotou o tempo ja era se essa é a linguagem q eles entendem então vamos a luta

    ResponderExcluir
  21. EBNILSON, OS PROFESSORES TIVERAM SEU REAJUSTE EM JANEIRO. TUA ACHA QUE ELES SÃO MELHORES QUE NÓS? AÍ É BRINCADEIRA.

    ResponderExcluir
  22. Já chega não dá mais pra acreditar nesse governo que só enrola assim como o governo passado.

    ResponderExcluir
  23. E ainda vem vc ebnilson dizendo pra nao falar em valores, que categoria A ou B vao se mobilizar ou vc acha que quando sair se sair esse reajuste eles vao ficar quietinhos...so vcs mesmo, pensam que estao eenganando quem? Ninguém aqui é criança

    ResponderExcluir
  24. CB Magno 2GI, peço a liderança dos Militares q antes de marca qualquer reunião com o governo, buscar informação se alguém ta de viagem marcada pra não acontecer de novo, esse imprevisto.
    no mas tenham fé em DEUS , e a aguarde com esperança q vamos ter uma grande vitória.

    ResponderExcluir
  25. Concordo caro colega que temos mesmo que esperar em Deus. Desde já, sabemos que os nossos representantes e o nosso governo conhece e sabe de todas as dificuldades que a briosa pm e bm passam. Mas acredito num governo sério e em nossos representantes. Pois os nossos representantes são homens capazes de fazer uma boa negociação

    ResponderExcluir
  26. E essa conversa de que não pode falar nada das reuniões porque as outras categorias vão ficar enciumadas,anos após anos todas as categorias ganham aumento e nós não,ficamos enciumados mas não aconteceu nada.Então deixem dessa conversa e passem as informações pra tropa do que está realmente acontecendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc companheiro, as outras categorias vão ficar com ciume de que ? todos já tiveram seu devido rejuste anual, os professores desde janeiro, a policia civil tem o salario muito maior do que o nosso, trabalha 24hs e folga 72 e não tem ninguem pra pegar no pé, o agente penitenciario tem o salario muito melhor do que o nosso, tem um folga boa e ainda conta com a PM e a força nacional nos presidios, vai tem invejar da pm por que ? temos q nos mobilizar, esse governo estar só enrolando, vamos a lutar a nossa data base já passou.

      Excluir
    2. meu nobre, fave por sua categoria e procure parâmetros comparativos com as pm's dos outros estados. As instituições que vc sitou são de funções diferentes.

      Excluir
    3. companheiro procura entender por que citei as outras categorias, simplesmente pelo fato dos companheiros q estão na frente das negociações alegarem q não divulgam valores da negociação, por que as outras categorias vão ficar emciumadas, por isso citei as outras categorias q não tem motivo nenhum para sentir inveja da PMMA, procura entender o comentario, antes de qual quer critica.

      Excluir
  27. So um aviso irmãos, já começou as articulações, msm ja ta rolando em tudo q é zap e grupos e a maioria ta de acordo....movimento paredista

    ResponderExcluir
  28. So um aviso irmãos, já começou as articulações, msm ja ta rolando em tudo q é zap e grupos e a maioria ta de acordo....movimento paredista

    ResponderExcluir
  29. Só seremos vistos e atendido, com uma greve!
    Nessas horas a mídias, o povo e governador vão se lembrar o quanto a polícia é essencial e necessária. Só a luta mudar. Não adianta ficar de braços cruzados só se lamentando. A luta tem que beneficiar a todos! Ao invés de fazer um deputado, seria melhor uma lei aprovando todas as nossas reivindicação. Vamos fazer um greve geral! Só assim seremos levados a sério! !!

    ResponderExcluir
  30. "Só a luta muda a vida", tá dito e não tem contestação, sempre foi essa sofrência, essa história de que a esperança é a última que morre, já foi e não tem volta...isso tudo é enrolação e conversa fiada...vamos a luta.

    ResponderExcluir
  31. EBNILSON SAIU A DECISÃO DO AGRAVO CONTRA LIMINAR DOS CORONÉIS SOBRE A MP ....PROVAVELMENTE ELES ESTÃO NO OLHO DA RUA

    Após a Excelentíssima Desembargadora Anildes de Jesus Bernardes Chaves Cruz declarar-se suspeita, os autos foram a mim distribuídos.
    Contra referida decisão liminar, às fls. 292/303, o Estado do Maranhão interpôs o presente Agravo Regimental, argumentando que a hipótese em análise não é caso de plantão judicial, assim como o mandado de segurança se mostra cabível contra lei em tese. Sustenta, ainda, a discricionariedade do Poder Executivo para a edição de Medida Provisória, sendo possível a alteração de lei ordinária por MP.
    É relatório. Decido.
    Assiste razão ao agravante.
    É que, compulsando os autos, verifico que os impetrantes, ora agravados, insurgem-se contra Medida Provisória editada pela autoridade coatora, que alteraria as regras para a transferência dos oficiais da Polícia Militar para a reserva remunerada.
    Ocorre que as hipóteses de cabimento do presente remédio constitucional estão delimitadas no art. 1º da Lei n º 12.016/2009, o qual calha transcrever, litteris:
    Art. 1º. Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegalmente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou houver justo receio de sofrê-la por parte de autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça.

    O dispositivo legal, que repete a norma contida na Constituição Federal (art. 5º, LXIX), deixa claro que o ato impugnado, violador de direito líquido e certo do interessado deve se constituir em ato concreto ou de efeitos concretos. Ou seja, por interpretação excludente, não cabe mandado de segurança contra ato do poder público de efeitos abstratos, cujo exemplo paradigmático é a lei.
    O entendimento ora exposto reverbera de forma pacífica no Excelso Supremo Tribunal Federal, tanto que firmado na sua Súmula nº 266: "não cabe mandado de segurança contra lei em tese".
    Assim, embora venha demandar contra o Governador do Estado do Maranhão enquanto autoridade coatora, vê-se em toda a fundamentação do mandamus que o ato impugnado é a Medida Provisória nº 195/2015, sob o argumento de que alterará a Lei nº 6.513/95 em evidente prejuízo aos impetrantes, ora agravados.
    Não se pode argumentar, noutra senda, que a pretensão diz respeito apenas aos efeitos concretos que a Medida Provisória em tese gerará na transferência automática dos impetrantes para a reseva remunerada, pois para que a demanda fosse julgada procedente, com a ordem de segurança concedida, não seria necessária apenas a declaração de ilegalidade ou abuso de poder, com a revisão de um ato concreto, mas do reconhecimento de que a própria Medida Provisória em questão incorreu em inconstitucionalidade, a propósito, como pugnado pelos impetrantes na peça exordial.
    Diante disso, a falta de ato de efeitos concretos a ser enfrentado acarreta o indeferimento da inicial, por ausência de pressuposto específico de admissibilidade, nos termos do art. 10 da Lei nº 12.016/09, segundo o qual "a inicial será desde logo indeferida, por decisão motivada, quando não for o caso de mandado de segurança ou lhe faltar algum dos requisitos legais ou quando decorrido o prazo legal para a impetração".
    Ante o exposto, dou provimento ao Agravo Regimental nº 14.144/2013 para reconsiderar a decisão de fls. 266/271 e indeferir a petição inicial do presente mandado de segurança, nos termos do art. 10, caput, Lei nº 12.016/2009 c/c art. 339, inciso I, do Regimento Interno do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.
    Publique-se. Intime-se. Cumpra-se.
    São Luís, 08 de abril de 2015.

    ResponderExcluir
  32. Aqui em Timon o Cb Guimarães e o Sd Leite quando são questionados, dizem que só devem satisfação para os sócios da ASPOM, ou seja, a luta não é pelas praças, e ainda se chateiam e são grosseiros, e não adianta dizer que é mentira, tá no zap zap gravado.
    Como bem disse um companheiro, ESSES ESTÃO NA ASSEMBLÉIA COM o cabo Campos, que pelo visto, é só embromação, mais 4 anos passam rápido.

    ResponderExcluir
  33. É preciso alguma forma de pressão se não seremos levado no banho-maria até o fim do ano.

    ResponderExcluir
  34. Sou estudante de Direito, trabalho aqui em Pindaré, esse Cabo Campos com esse Guimarães chegaram aqui com conversa fiada, com estória de carreira única, meus amigos não caiam nessa embromação, ainda ontem o STF aprovou a Súmula Vinculante 43, quem quiser é só ler, eu pelo ao menos estou consciente, vou terminar meu curso e estudar para um outro concurso, pq esse papo de entrar Soldado e sair Coronel, é conversa fiada.

    ResponderExcluir
  35. Hoje, dia 10 de abril, nenhuma resposta concreta. Dia 14, imagino, que o Governo do Estado já tenha alguma definição para categoria. Até porque o prazo já se esgotou.

    ResponderExcluir
  36. Senhores militares, lembro muito bem quando o Governador Flavio Dino em sua campanha disse que a primeira coisa que iria fazer seria acabar com o maldito RDE. Estamos no mês de abril e nada foi feito, já que não existe escalonamento pois estão nos enrolando como sempre, vamos cobrar agora do Cb campos e seus assessores o cumprimento dessas medidas na reunião das leis de promoção que será realizada e depois iremos debater sobre possível greve.

    ResponderExcluir
  37. Desde a gestão do Cel. Franklin existe um convênio com a universidade Cruzeiro do Sul, em que contempla os oficiais das academias militares a complementarem suas grades curriculares e com isso em menos de 18 meses saírem com o diploma de bacharel em direito. Ridículo, pois a nossa grade curricular do curso do CFO UEMA não tem como utiliza-la para complementar tal curso haja vista que se diferencia nas disciplinas operacionais que engloba mais de 50% do curso.
    É injusto para aqueles que passaram 05 (cinco) anos na faculdade.
    O MPF precisa saber e entrar com uma ação para investigar isso.
    A OAB precisa saber também.
    E as universidades locais que estão perdendo alunos oriundos da polícia militar (CFO).

    ResponderExcluir
  38. Desde a gestão do Cel. Franklin existe um convênio com a universidade Cruzeiro do Sul, em que contempla os oficiais das academias militares a complementarem suas grades curriculares e com isso em menos de 18 meses saírem com o diploma de bacharel em direito. Ridículo, pois a nossa grade curricular do curso do CFO UEMA não tem como utiliza-la para complementar tal curso haja vista que se diferencia nas disciplinas operacionais que engloba mais de 50% do curso.
    É injusto para aqueles que passaram 05 (cinco) anos na faculdade.
    O MPF precisa saber e entrar com uma ação para investigar isso.
    A OAB precisa saber também.
    E as universidades locais que estão perdendo alunos oriundos da polícia militar (CFO).

    ResponderExcluir
  39. O governador está trabalhando muito para para as dividas obtidas na CAMPANHA POLITICA do mesmo tenham paciencia por favor...

    ResponderExcluir
  40. Não sei o porque vocês estão preocupados, se o Dep. CABO CAMPOS já declarou, publicamente, até mesmo neste blog que o secretario e o governador já teria acertado em dar o escalonamento, divulgando no face e neste blog, então vamos aguardar que o escalonamento será pago segundo o deputado, afinal confiamos nele.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações

INTOLERÂNCIA MILITAR