Notas das Associações Militares Unidas do Maranhão


     
AOS POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DO MARANHÃO

É sabido por todos os trabalhadores da PMMA e CBMMA que, nos últimos 40 e poucos dias, a categoria vem debatendo, com o secretariado do governo, propostas de melhorias salariais. Ao longo desses dias, os trabalhadores PM e BM foram, legitimamente, representados pelos companheiros da ASPOM/Timon, da UMI/São Luis e pelo gabinete do Deputado CB Campos.

No último dia 14,em programa de TV nacional,” ESPAÇO PÚBLICO”, da TV Brasil, o Governador ,Flávio Dino, foi taxativo em dizer que encaminhará para a ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, até o dia 30 de abril, projeto de Lei que versará sobre a questão salarial da PM e BM. De certa forma, há quem pense que isso nos tranquiliza pois, a ação do chefe do executivo, deixa claro, que haverá, de fato, um reajuste ou aumento salarial a ser encaminhado e, que nossas questões estariam, assim, equacionadas...Mas, não é bem assim. Ora, não podemos imaginar que o governador queira, unilateralmente, “resolver” nossa defasagem salarial sem dar por encerradas a s negociações que vínhamos travando com seu secretariado. É inaceitável, não é republicano...

Em última reunião, com o Secretário Chefe da Casa Civil, pequenos detalhes ficaram por  se discutir. Então, como é possível que, agora, o Governador vá a TV e diga que enviará Projeto de Lei à Assembléia sem que saibamos, exatamente, o que será enviado? Democrático seria, que Tal encaminhamento, fosse resultado do diálogo com a categoria, fosse fruto das negociações que tivemos, até agora. Não fosse isso o bastante, ainda há o fato de que nós não aceitamos que essa matéria seja enviada através de Projeto de Lei para a Assembléia. Exigimos participar da construção do que será enviado à Assembleia, temos o direito de sentarmos à mesa com o governo e elaborar propostas. Além disso, exigimos que nossa questão salarial seja resolvida através de MEDIDA PROVISÓRIA.
Por conta de tudo isso, na tarde de ontem, dia 15 quinta feira,  tivemos em São Luís, reunião com a presença de todas as associações e lideranças do maranhão para discutirmos a conjuntura atual e deliberar medidas até o dia 30. De tudo o que foi discutido, encaminhamos o seguinte:

Manter comissão formada por UMI,ASPOM/TIMON e o Gabinete do Deputado Cabo CAMPOS;

Não aceitaremos que nossa questão salarial seja “resolvida” pelo governador sem que sejamos ouvidos;

Não aceitaremos o envio de Projeto de Lei pra Aassembléia, com fim de deliberar nossas questões salariais;

Pretendemos encerrar as negociações iniciadas com o secretariado e,o resultado, seja enviado por medida provisória, à Assembléia Legislativa;

Elegemos o dia 30 de abril, data também escolhida pelo governador, como o prazo a ser enviada Medida Provisória, à Assembléia Legislativa;

A realização urgente de Assembléias gerais, com a categoria, por todo o Maranhão, com a presença da ASPOM/TIMON ,UMI e CABO CAMPOS e demais lideranças, no sentido de debater propostas e medidas a serem tomadas nos próximos dias e a serem iniciadas do seguinte modo:


Dia 20 de abril – Chapadinha 16h ;

21 de abril – Pinheiro 09h e viana 16h;

23 de abril – Bacabal 09h e Pindaré 16h;

24 de abril – Caxia 09h e Timin 16h ;

25 de abril  - Presidente dutra 16h ;

26 de abril – Barra do Corda 16h ;

27 de abril – Balsas 16h;

28 de abril – Imperatriz 16h;

1º de maio – São Luis 16h.


Estamos certos de que só a organização e a luta podem mudar a vida dos trabalhadores da PMMA e do BMMA. Convocamos toda a categoria para estar presente nas assembléias .


SEMPRE ALERTAS E VAMOS ADIANTE!


Assinam essa nota:

AMAIC/CAXIAS,
UMI/SÃO LUIS,
ASPON/TIMON,
ARCSPMIA/IMPERATRIZ,
ABOMSUL/IMPERATRIZ,
AREPOM/BARRA DO CORDA,
ASSEPMMA/SÃO LUIS,
ART/CHAPADINHA,
ASPOMMEM/BACABAL,
ASEFAPBM/SÃO LUIS,
ASPMIM/ITAPECURU,
ARCS – BALSAS,
ATT – PINDARÉ,
ASMB – SÃO LUIS,
ASSOCIAÇÃO DE PMS DE PRESIDENTE DUTRA.





                                                         São Luis,16 de abril de 2015.

Comentários

  1. Essas assembleias são meio q inúteis, na minha opinião, pois todos já sabem dos anseios da tropa. Queremos reajuste através de MP. Vamos esperar até o dia 1 de Maio. Para depois esperar mais um pouco

    ResponderExcluir
  2. SDPMMA/2010
    Vamos aguardar o resultado dito pelo governador e vê se correspondente a nossa realidade dentro daquilo q já foi tratado desde a primeira greve la em 2011, 2014 e agora em 2015 através das nossas associações militares, é certo q não da pra viver mais de promessas e notas q saem todo dia na mídia. Vamos partir de agora pra nossa realidade q somos a classe de trabalhadores mais desvalorizadas e enganados, somos os últimos a ter um reajuste entre todas as categorias, somos os últimos a ser consultados em termos de ajustes salariais, somos os últimos a ser reconhecidos nossos direitos de trabalhador, somos os últimos a ter direito de fazer greve em prol de melhorias salarias e de nossos direitos, enfim somos os últimos em tudo depois de todos. A PMMA precisa evoluir muito para se construir um debate de conscientização da sociedade e do governo q somos uma classe de trabalhadores como qualquer outro trabalhador que precisa ser valorizado e respeitado e acima de tudo essencial a sociedade, afinal de contas somos nós q corremos risco de vida todo dia em prol da segurança da sociedade, somos nos q perdemos noites de sonos enquanto muitos dormem tranquilamente em suas residencias, somos nos q fazemos as guerras contra a criminalidade para q o povo tenha sua tão sonhada PAZ e sossego, diante de tudo isso é necessário haver um minimo de reconhecimento por parte do governo e sociedade civil organizada. Nada impede porém q havendo um reajuste por iniciativa do governo e não sendo satisfatório ou dentro daqueles parâmetros já elencados desde a primeira greve de 2011, nós voltemos a se reunir junto toda a classe militar e associações representativas da categoria como um todo para protestar junto ao governo e exigir deste, melhores condições de trabalho e uma justa remuneração ou seja depois desse tão sonhado aumento anunciado pelo nosso governador a vida segue. A nossa luta por melhorias continua com ou sem greves, vale lembrar q é bom q depois de superada essa questão de reajuste salarial, fazer valer tambem outros direitos q estamos buscando tais como: carga horária de 40 horas semanais q fique bem definido essa questão, não é por que o governo nos deu um reajuste q agora vamos ficar escravo do trabalho com escala de 24/24, q e a minha realidade aqui no interior do MA, que adianta ganhar bem se vc não tem vida pós trabalho, não tem tempo depois do trabalho para o lazer com sua família, afinal ninguém é de ferro isso só em filme mesmo né! A questão do RDE, fim desse instrumento de repressão e perseguição aos trabalhadores militares estaduais. Vamos nos articular e continuar nossa luta e caminhada e esperamos que o nosso governo não repita os mesmos erros do governo anterior, não queremos isso, queremos q tudo se concretize dentro da normalidade afinal uma greve agora não é bom pra ninguém, nem pra nós (PM) nem pra sociedade e nem ao governo. Deus abençoe a honrosa PMMA e demais autoridades é o meu desejo e manifesto de um soldado.

    ResponderExcluir
  3. A resposta do governo segundo o blog é 22 de abril de 2015 no entanto, não sei porque que existem reuniões das associações depois da data da resposta, não entendi !!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Ao Abnilson e ao Cb Campos, os srs. não tem culpa nenhuma de o Governador não ter o devido respeito pela "briosa", o Campos se não quiser brigar pela causa tem todo direito, pois nem eleito foi pela classe, isso é fato, o que a tropa não aceita é a lenga, lenga dos srs. quererem achar que só os srs. são inteligentes e que o resto da tropa é todo tapado, já se percebeu que esse Governador não tem nada interessante pra nos dar, pois se tivesse já teria divulgado, porque todo politico quando "reajusta" um real, faz o maior estardalhaço, pra que todos imaginem que ele é bonzinho, então companheiros não vamos mais nos iludir, se ele reajustar, vai ser uma "merreca", e aí a tropa tomará a decisão de continuar trtabalhando ou não.

    ResponderExcluir
  5. Em minha opinião, a causa de todos os males da PMMA é oriunda da interpretação equivocada dos nossos regulamentos, da imposição de governos, ou da conduta de pessoas. Posturas e referenciais de lei e moral que “transformam” policiais militares em ditadores ou bajuladores.
    Nem onde há ditadura, tampouco onde há submissão (bajulação), há democracia e tratamento justo e universal.
    Prevalece o individualismo, o eu prepondera, prova disto está nos Tcs e Coronéis que um dia tiveram a oportunidade de lutar por benefícios de alcance coletivo, olharam para seus anseios pessoais, fracassaram e hoje choram a colheita do que plantaram, se compadecem de si mesmos por estarem a 12. 13 ou mais anos como tcs, mas não se importam com capitães que estão a 12 anos no posto sem a esperança de chegar sequer a maj, pois a reforma virá antes, sem falar nas Praças que nunca ascenderão na hierarquia.
    Pelo pensamento ditatorial e individualista, as greves começaram a ocorrer na PMMA, quando a copula se omitiu em defender a Instituição, sob vários aspectos, principalmente salarial, a base, que mais sofre os efeitos dos regimes opressores, se manifestou, e hoje acha que tem o poder e o controle da situação em suas mãos, ou seja, tornou-se o ditador que um dia combateu.
    Que poder têm as associações para dizer ao governador o que fazer e como fazer em relação à administração pública. A falsa sensação de poder leva a miopia e a igualmente ilusória proposição, ou imposição de uma falsa, portanto impossível solução. Que diferença faz se o escalonamento vem por MP ou PL, faz diferença sim, se ela virá nos patamares esperados, agora, como saber se as negociações e prazos, que não são as associações que determinam, ainda não se esgotaram. Antecipar qualquer movimento de paralisação é assumir a identidade do vilão, já conhecemos essa historia: a greve se arrasta por dias a fio, gera desgaste, enfraquece e se parte para a mesa de negociações fragilizados, se alguém joga a bigorna para o naufrago ele se agarra a ela, o desespero faz isso, aceitamos migalhas e depois o governo ainda desdenha da nossa cara “ a proposta que eu tinha era melhor que isso”, nunca iremos saber.
    Por tudo isso e muito mais aconselho: estejamos vigilantes, fortalecidos e unidos intramuros, preparados para o pior, mas esperançosos que virá o melhor, se não vier, então à batalha, unidos, fortalecidos, conscientes, sem revolta ou revanchismos.
    “Poucos têm o poder de tomar decisões de alcance coletivo, mas todos têm o direito de criticar”
    oficial pm

    ResponderExcluir
  6. Esse é o momento de a categoria, de forma inteligente e coesa, defender uma melhoria salarial de forma a corrigir as distorções nos valores dos subsídios dos PM e BM. Para isso é necessário corrigir os índices de escalonamento vertical vigentes, a partir do posto de Tenente Coronel até Soldado.

    ResponderExcluir
  7. Nossa Organização ainda está demandando uma liderança autêntica com um Comando único capaz de conduzir uma negociação com o Governo e chegar a um. resultado eficaz em favor dos liderados. Mas, para isso é necessário se eliminar o estrelismo individualista que corroi nossa estrutura social e nos fragiliza diante do poder. Precisamos urgente de um líder autêntico com habilidade para influenciar s todos integrantes das Corporações, de forma sistêmica e não fragmentada. Pois só assim, teremos êxito.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações