Polícia Civil entra em greve e se junta aos Militares na Assembléia Legislativa

Do Blog do Luiz Pablo


CAOS NA SEGURANÇA PÚBLICA DO MARANHÃO

Os Policiais Civis do Maranhão estão em greve, a categoria resolveu se irmanar aos militares onde foram recebidos com uma grande festa e saudações por todos os militares. O Sistema de Segurança Pública do  Maranhão está esfacelado ao ponto de o exército assumir o controle da Segurança no Estado. Essa medida paliativa do governo não vai resolver o problema, mesmo porque os militares das forças armadas não têm prepara para o policiamento ostensivo, é mais um erro cometido pelo governo. A situação de insegurança toma conta de todo o Estado, algumas horas(29/11) atrás houve um homicídio na Capital em frente ao Hemomar. A insegurança toma conta da sociedade maranhense, o governo de forma intransigente tentar a qualquer custo pressionar os militares a pararem o movimento. Ontem(28/11) a governadora não recebeu a bancada Federal demonstrando mais uma vez o perfil irredutível do governo, na conversa que os deputados Federais tiveram com o Comando Paredista informou sua decepção com o governo em não receber os parlamentares, disse o deputado Federal Domingos Dutra(PT).
Na contra mão do desespero o governo tenta causar o pânico e o terro entre os militares com a tentativa de abertura do processo de deserção do militares, entendemos que é mais um ato desesperado de frear o Movimento Paredista. Os militares do Estado estão dispostos a permanecer e só sair quando o governo negociar com os militares.
Aos companheiros militares do Maranhão não tenham medo o sucesso da vitória está próximo isso já é uma questão de honra. Companheiros,  lutem e vamos resistir até o final porque a vitória é nossa.
  Nesse momento às 10:24 hrs na Assembléia Legislativa o clima permanecer com bastante tranquilidade, o Comando Paredista ainda pela manhã de hoje(29/11) está marcado um entrevista coletiva com a imprensa para uma avaliação do Movimento Paredista que já chega ao seu sétimo dia.

Agentes Civis chegam na Assembléia Legislativa

Cb Campos, Investigador Marcelo e Cb Ebnilson(esquerda p/direita)

Comentários

  1. Em Barra do Corda 5ºBPM um Sub Ten que diz que manda do GOE tentou arrebentar a cerca do quartel para sair com a Viatura do GOE e quase atinge com a cerca o carro de um Sub Ten da Reserva provocando um alvoroço entre os praças. Em Barra do Corda só o GOE(que deveriam ser chamados de "cães" de Guarda)é contra o movimento pois eles não querem aumento Salarial, querem é serviço...

    ResponderExcluir
  2. Ebnilson como fica a situação dos recrutas /o7 e /010 em relação a essa ameaça de exclusão, o que ja está sendo providenciado para que isso não ocorra, por favor responda estamos anguntiados com essa situação de possível exclusão.

    ResponderExcluir
  3. Só pra lembrar, companheiros, no Piauí, que teve greve de quase 70 dias, o salário pulou para R$ 3,9 mil.

    ResponderExcluir
  4. Não esqueçam que não podemos confiar nessa gente. Não vamos aceitar nada "bocalmente". Tem que tá por escrito e assinado.

    ResponderExcluir
  5. companheiros a cada dia aparece uma novidade então não peguem essas pressões é apenas pra intimidar e o tópico principal para que se começe as negociações é a ANISTIA DE TODOS então meu irmão eu também sou 2007 e só saiu da batalha qdo nós fomos vencedores...FIQUE TRANQUILO A VITÓRIA ESTÁ PRÓXIMA DE ACONTECER.

    ResponderExcluir
  6. EU TENHO TOTAL CONFIANÇA NOS MEUS REPRESENTANTES E SEI QUE JAMAIS SE CHEGARÁ NO FINAL DESTA LUTA SEM TOTAL GARANTIAS DOS NOSSOS DIREITO. ANISTIA PRA TODOS...SD PM 2007

    ResponderExcluir
  7. Só isso? E a carga horária, adicional noturno, hora extra? Tão de brincadeira conosco, isso não é nem proposta CB Ebnilson.

    ResponderExcluir
  8. em 1° lugar quero sempre agradecer a Deus por está com saúde e disposição á cumprir com meu dever de cidadão e trabalhador na segurança pública desse país e do maranhão. também quero aqui alertar um politico por nome léo cunha, não pela pessoa dele mas, quem ele escolheu para auxiliá-lo como secretária. lembro muito bem que o sr° joão batista era um politico arrojado; porém quando candidato a prefeito e, num debate quando menosprezou um concorrente sem muita expressão,mas muito firme em suas palavras. o joão acabou que saindo pela esquerda da graça do povo por conta de fazer acepção de pessoas. o fato é que deputado léo cunha prepare-se porque o que a sua secretária postou no facebook, pode posteriormente repecurtir e muito na sua próxima candidatura. pois quando a mesma se refere a fedorentos que tem que jogar criolina porque o cheiro está insuportável daquele povo que reivindica o que é direito seu. porém não discordo de que possa ter exalado mas, a postagem é sem soma de duvida uma discriminação que pode gerar um possível mal está para o senhor deputado léo cunha o senhor ainda não viu pois antes que ela lhe derrube trate de se retratar porque aqui na região tocantina o senhor por conta dessa postagem, pode perder e muito.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações