700 votos perdidos, militares viajam para o interior do Estado


PMs no QCG- Foto- http://imirante.globo.com

Na manhã de hoje(02/09), policiais militares se deslocaram para o interior do Estado para cumprir sua missão nas eleições 2014. Cerca de 700 policiais militares foram designado pelo Comando da PMMA a se deslocaram para diversas cidades do interior do Estado.

“Ao todo, serão 198 policiais militares atuando na capital maranhense e 700 policiais no interior, conforme informou, em entrevista ao Imirante.com, o comandante-geral da PM-MA, coronel Zanoni Porto. "Nós estamos designando esses policiais para uma missão: de segurança no pleito eleitoral para trazer tranquilidade a todos os municípios do interior do Estado, ou seja, nós vamos reforçar todos os 217 municípios do nosso Estado para que ocorra tudo tranquilo", disse – Ele garante que o efetivo é suficiente de acordo com a necessidade de cada município.”(http://imirante.globo.com)

Para política os candidatos militares perderam 700 votos diretos, sem choro e ranger de dentes. Claro que muitos deixaram seus familiares para votarem nos seus candidatos de preferência, mais mesmo assim será perdido essa quantidade de votos que faria grande diferença para qualquer candidato.

Faltou organização e interesse das associações militares em correr atrás junto as autoridades para informar ao TRE-MA, a lista dos militares. Isso deve ser feito pelo menos um ano antes das eleições, para que o policial militar possa votar em trânsito. 

Todavia isso só aconteceria se realmente as entidades estivessem se preocupado de fato com os candidatos militares coisa que não aconteceu, os candidatos ficaram ao deus dará.

O blog deseja boa sorte aos policiais militares e que Deus o traga na santa Paz. 


Coloquei meu nome a disposição e peço seu voto para que possamos ter uma representação de fato. Vote, Sargento Ebnilson do Blog ou Nº 77193, candidato a deputado Estadual.
 


Comentários

  1. ebnilson irmão acho que tem algo estranho acontecendo com os militares nesta eleição como a movimentação de policiais de uma para outra tirando policiais e trazendo outros de fora para cobri quem saiu querem diminuir os votos dos militares candidatos proibindo os militares de votar se tiver de serviço veja isso com o comandante geral pois no interior ta acontecendo isso

    ResponderExcluir
  2. Greve da PCMA, SEGURANÇA PÚBLICA FALIDA!!!!


    Documentos mostram que a governadora do Estado do Maranhão, Roseana Sarney, não recebeu os policiais civis em pelo menos cinco ocasiões. Em todas elas os civis solicitaram audiência para tratar de assuntos pertinentes a categoria, mas não foram atendidos e nem sequer obtiveram algum tipo de resposta.

    A categoria considera que tem a pior remuneração do país e há um ano os profissionais buscam uma reposição salarial justa que seja compatível às responsabilidades dos cargos exercidos dentro da Polícia Civil.

    Por esta razão, depois da paralisação de advertência de 48 hs, os civis prometem parar suas atividades novamente, desta vez por uma semana, de 13 a 17 de outubro.

    De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol), Heleudo Moreira, uma nova Assembleia Geral será realizada no próximo dia 17, onde deverá ser deliberada a greve geral por tempo indeterminado, uma vez que nenhuma das reivindicações foram atendidas e nenhuma sinalização foi dada pelo Governo.

    Além da reposição salarial, os policiais reivindicam a implantação da Gratificação de Dedicação Exclusiva, cuja sentença transita em julgado. Assim também como reclamam sobre as dificuldades enfrentadas pela categoria na capital e no interior do Estado, principalmente pela falta de estrutura das delegacias. O efetivo reduzido também tem se tornado um problema cada vez mais evidente.

    Com tudo isso a governadora Roseana Sarney vem mostrando que pouco de importa com a situação dos policiais não dando a real importância para a classe que compõe o seu sistema de segurança fracassado. Vale ressaltar que os ex-secretários e hoje candidatos a uma vaga à Câmara Federal, Fabio Gondim e Aluísio Mendes, chegaram a apoiar a categoria, mas o governo não se manifestou a favor.

    Agora a situação se agrava e a greve por tempo indeterminado está prestes a iniciar.

    Veja abaixo o último documento encaminhado pelo Sinpol à governadora em caráter de urgência. (Sem resposta, é claro!)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações

INTOLERÂNCIA MILITAR