A MORTE DE UM GUERREIRO

Sargento do 8º BPM é morto na Vila Itamar


O sargento Clóvis dos Santos Oliveira, de 42 anos, foi morto no início da tarde desta quarta-feira (28), ao tentar evitar um assalto na rua onde morava, na Vila Itamar. O militar foi atingido por um tiro no peito, disparado por dois homens que estavam assaltando uma Kombi de vendedores ambulantes.
Clóvis Oliveira era lotado no 8º BPM e saía de casa, na Rua 1º de Maio, para levar sua mulher à Universidade Federal do Maranhão (Ufma), onde ela faz o curso de Filosofia. Porém, antes ele parou na residência da sogra onde a mulher estava.
Nesse momento, como contou uma testemunha, dois homens deram voz de assalto aos ocupantes de uma Kombi que vende mercadorias de porta em porta. O sargento Clóvis ouviu e correu para seu carro, a fim de pegar sua arma, mas os assaltantes atiraram antes na direção dele, que era conhecido dos acusados.
O sargento ainda fez um disparo contra os bandidos, mas não conseguiu atingi-los. Clóvis Oliveira foi socorrido por vizinhos, em seu próprio carro, um Celta prata, e levado para o Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão 2, mas morreu ao dar entrada naquela casa de saúde.
Homens do Serviço de Inteligência do 8º BPM, do Grupo Tático Aéreo (GTA) e de outras unidades da Polícia Militar foram para o local do crime e fazem buscas na tentativa de localizar a dupla que matou o sargento. (Por Wellington Rabello) 

Fonte: http://www.jornalpequeno.com.br

Comentários

  1. ATENÇÃO COMPANHEIROS !

    PRECISAMOS URGENTEMENTE DE ALGUÉM QUE FAÇA A INTERPRETAÇÃO JURÍDICA DESSAS DECISÕES EM RELAÇÃO AO ESCALONAMENTO VERTICAL ... NÃO DEVEMOS FICAR ALHEIOS A ALGO DE NOSSO GRANDE INTERESSE .POIS AQUI NO MARANHÃO SÓ TEREMOS DIGNIDADE , SE CORREMOS ATRÁS E USARMOS NOSSOS MEIOS DE MOBILIZAÇÃO .

    Nº DA AÇÃO : 81312000 NA JUSTIÇA DE 1 º GRAU . HOUVE UMA DECISÃO AGORA RECENTEMENTE ( ? )

    NESSAS DUAS APELAÇÕES ABAIXO O ESTADO PERDEU :

    APELAÇÃO CÍVEL : 015098/ 2004
    RECURSO EXTRAORDINÁRIO : 536040-STF .

    DESDE- JÁ AGUARDAMOS AS EXPLICAÇÕES SOBRE O RESULTADO DESSA AÇÃO .

    ResponderExcluir
  2. Consiga alguma foto do sgt Clóvis, trabalhei no 8º e não consigo lembrar quem foi o companheiro.

    ResponderExcluir
  3. o que eu entendi na interpretação jurídica foi o seguinte:o juiz primeiro pergunta se cabe ainda a implantação do escalonamento se ainda há a necessidade da implantação, se houver é para solicitar as fichas financeiras para fazer os cálculos porque não cabe mais recurso para o estado, resumindo eu entendi assim, mais pelo o que eu estou vendo essa decisão foi só para ganhar tempo e acontecer a mesma coisa que fizeram co a URV, nunca pagaram até hoje, pagam para uns para outros não, brincadeira estado do maranhão.

    ResponderExcluir
  4. o cmt geral só se preocupa em mostrar a foto dele ao lado do senhor do universo e dono do MARANHÃO E BRASIL QUE É O AMADO JOSÉ SARNEY pois ele nosso cmt geral não esta nenhum pouco interessado em quem não foi promovido...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações

INTOLERÂNCIA MILITAR