Governo remaneja R$ 25 milhões para Segurança


Decreto publicado no Diário Oficial do Estado no último dia 7 abriu à Secretaria de Segurança Pública crédito suplementar de R$ 25 milhões. O montante decorre de anulação parcial da dotação orçamentária da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra). A verba remanejada seria aplicada em obras estruturantes em vários municípios maranhenses e agora será empregada no combate à criminalidade no estado.
Quadro de detalhamento de despesa anexado ao decreto informa que a Sinfra destinaria os R$ 25 milhões integralmente à construção e restauração de pontes. O mesmo documento revela a nova finalidade do recurso: manutenção de unidades (R$ 23,5 milhões), implantação e modernização das estruturas físicas das unidades integradas (R$ 1 milhão) e aparelhamento e informação de unidades (R$ 500 mil).
O decreto, de nº 27.795, é assinado pelo vice-governador, Washington Oliveira (então no exercício do cargo), e pelos secretários Luís Fernando Silva (Casa Civil), Fábio Gondim (Planejamento, Orçamento e Gestão), Cláudio Trinchão (Fazenda), Aluísio Mendes (Segurança Pública) e Max Barros (Infraestrutura).
Mais do que uma prova da prioridade dada pela gestão da governadora Roseana Sarney à segurança pública, ante a escalada da violência, a medida soa como demonstração de força do secretário Aluísio Mendes, que recentemente quase entregou o cargo alegando falta de recursos para gerir a pasta.

Fonte:http://colunas.imirante.com/platb/jorgearagao

Comentários

  1. NOBRE EBNILSON, ESSE RECURSO DE 25 MILHOES SÃO PARA A ADMINISTRAÇÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA, INFORMATIZAÇÃO, ETC.

    LOGO FALTA DESTINAREM RECURSOS PARA A VALORIZAÇÃO DE PESSOAL, CRIANDO UMA TABELA COM NOVO SUBSÍDIO PARA PMS E BMS, A ASSEMBLÉIA VOTAR E O GOVERNO SANCIONAR É ISSO?.

    AGORA UM PONTO QUE NÃO DEVEMOS ESQUECER É A NOSSA ESCALA DE 44 HORAS SEMANAIS, NÃO VAMOS ABRIR MÃO DISSO,ACREDITO QUE É UMA DAS MAIS IMPORTANTES CONQUISTAS.

    A PMPI CONSEGUIU CONQUISTAS COM A PARALISAÇÃO, A PM DO RIO GRANDE DO NORTE TEVE SUBSÍDIO AUMENTADO E ESCALA RESPEITADA.

    AGORA SOMOS NÓS.

    ResponderExcluir
  2. CB Ebnilson, gostaria que vc nos tirasse algumas dúvidas. Nós aqui do interior do Estado não entendemos bem como ficou a situação do orçamento. Pelo que nós entendemos, seria para ser votado dia 8, mas depois da paralisação foi adiado até o dia 23, para ser votado com a inclusão dos BM e PM. Foi isso mesmo que ocorreu, ou estou enganado. Obrigo.

    ResponderExcluir
  3. A BÍBLIA DIZ QUE A LETRA MATA, MAS O ESPÍRITO VIVIFICA, OU SEJA, A LEI NÃO PODE TOLHER AO CIDADÃO O DIREITO QUE LHE É NATO, QUE FAZ PARTE DA PRÓPRIA ESSÊNCIA DO SER HUMANO DE BUSCAR MELHORIAS, DE SONHAR, DE LUTAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO. O POLICIAL E O BOMBEIRO MILITAR ANTES DE MAIS NADA É UM SER HUMANO COMO QUALQUER OUTRO. POR QUE IMPOR A ESSAS DUAS CLASSES CONDIÇÕES HUMILHANTES, DE ESCALA DE TRABALHO QUE ULTRAPASSA AS 72 HORAS SEMANAIS? POR QUE NÃO RECEBEM HORA EXTRA VISTO QUE SÃO SUBMETIDOS A UMA CARGA HORÁRIA EXCESSIVA QUE ULTRAPASSA EM MUITO O PREVISTO POR NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL? POR QUE ESSAS DUAS CLASSSES NÃO RECEBEM ADICIONAL NOTURNO? O CIDADÃO MARANHENSE É TESTEMUNHA REAL E FIEL QUE PODE AFIRMAR COM TODAS AS LETRAS QUE É A PM E OS BOMBEIROS QUE SÃO VISTOS OSTENSIVAMENTE NAS VIGÍLIAS DA NOITE FAZENDO RONDAS, SOCORRENDO VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO, IMPEDINDO A AÇÃO DE DELINQUENTES QUE PELO SIMPLES FATO DE AVISTAREM A VIATURA DESISTEM DE COMETEREM CRIMES. ESSAS DUAS INSTITUIÇÕES ESTÃO EM PESO EM TODOS OS EVENTOS DO ESTADO AO LONGO DO ANO, VIRADA DE ANO, CARNAVAL, EXPOEMA, EXPOIMP, E TODAS AS DEMAIS NO ESTADO, SÃO JOÃO, NATAL, CARNAVAL FORA DE ÉPOCA, MOVIMENTOS TAIS E QUAIS, SHOWS. E GERALMENTE POLICIAIS DE FOLGA E DE FÉRIAS SÃO CONVOCADOS PARA COBRIREM TAIS EVENTOS E NÃO RECEBEM NADA POR ISSO.

    ResponderExcluir
  4. HOJE NA IMPRENSA NACIONAL E INTERNACIONAL É MANCHETE QUANDO O MINISTÉRIO DO TRABALHO RESGATA TRABALHADORES EM REGIME DE ESCRAVIDÃO EM FAZENDAS, CARVOEIRAS, CERÂMICAS ETC. E A ESCALA DE 24 HORAS DE TRABALHO POR 24 HORAS DE FOLGA PRATICADA NA POLICIA MILITAR E NO CORPO DE BOMBEIROS EM MUITOS DESTACAMENTOS DO INTERIOR DO ESTADO? E MESMO A ESCALA 24X48 RESULTA NUMA JORNADA DE TRABALHO DE 72 HORAS SEMANAIS. ONDE ESTÁ O MINISTÉRIO DO TRABALHO? MINISTÉRIO PÚBLICO? DIREITOS HUMANOS? POR QUE ESTAS INSTITUIÇÕES NÃO SE MANIFESTAM PARA LIBERTAREM OS POLICIAIS E BOMBEIROS DO MARANHÃO DESSE REGIME ESCRAVOCRATA DE TRABALHO? E PORQUE OS CORONÉIS DA PM/BM NÃO ASSINAM ESSAS ESCALAS? NÃO DÁO POR ESCRITO SE É LEGAL? MAS SE O POLICIAL OU BOMBEIRO FALTAR NUMA ESCALA DE 24X24 É MOTIM, DESOBEDIÊNCIA, DESERÇÃO? CRIME? CRIME É SUBMETER ESSES HERÓIS A ESCALA DESUMANAS DE TRABALHO.

    VAMOS LUTAR IRMÃO DE FARDA. VAMOS PEDIR O APOIO DE NOSSOS FAMILIARES, AMIGOS, VIZINHOS, VAMOS DIVULGAR ESSA ESCALA A QUE ESTAMOS SUBMETIDOS.

    EU CREIO PLENAMENTE QUE NOSSA LUTA É JUSTA E QUE O DEUS DO CÉU NOS FARÁ PROSPERAR.

    ResponderExcluir
  5. se eles quizerem apostar desta vez o movimento vem com mais força pois tem muito medrozo que da 1ª vez não teve coragem agora vai participar!!!pra que tudo isso não venha acontecer faltam apenas 7 dias... pm carlosman

    ResponderExcluir
  6. MEU POVO A PRIMEIRA FOI SÓ UM TESTE SE FIZERMOS A SEGUNDA VAI SER A PROVA FINAL E CONCERTEZA VAMOS TODOS PASSAR DIRETO!!!

    ResponderExcluir
  7. SE VC NÃO COMPARECEU NA PRIMEIRO TESTE AINDA DA TEMPO PRA VC PASSAR NA PROVA BASTA VC COMPARECER NA SEGUNDA DIA 23 COM INÍCIO AS 18 HORAS MAIS SEM HORA PRA ACABAR É SÓ TENTAREM NOS SACANIAR!!!

    ResponderExcluir
  8. ASSIM COMO NÓS TIVEMOS O PRIMEIRO ATO HISTÓRICO NA PMMA E BMMA NÓS VAMOS TER UM DIA UM COMANDANTE GERAL DE VERDADE TIPO O CAPITÃO TRINTA JR. FIQUE COM DEUS, MUITA SAÚDE E PAZ POIS VC MERECE!!!

    ResponderExcluir
  9. A CLASSE POLICIAL MILITAR DO MARANHÃO JUNTAMENTE COM O CORPO DE BOMBEIRO MILITAR SÃO GIGANTES DO ESTADO, FORMADA POR HOMENS E MULHERES, PAIS DE FAMÍLIA, ESSA GRANDE FAMÍLIA ESTÁ LIGADA INTEGRALMENTE A TODA A SOCIEDADE. POLICIAIS E BOMBEIROS NÃO ESTÃO SEPARADOS DA SOCIEDADE, PELO CONTRÁRIO ELES TEM PAIS, FILHOS, IRMÃOS, TIOS, AVÓS, MULHERES, MARIDOS, AMIGOS, SIMPATIZANTES, E A SOCIEDADE EM GERAL QUE VÊ NESSAS INSTITUIÇÕES ÓRGÃOS LEGÍTIMOS DEFENSORES DA SOCIEDADE A QUE SERVEM. NA VERDADE PMS/BMS SÃO CONSTITUIDOS POR DEUS, SE FÓSSEMOS DIVIDIR A SOCIEDADE ENTRE O BEM E O MAL, A POLICIA MILITAR E O CORPO DE BOMBEIRO COMPOEM A CLASSE DO BEM, DA JUSTIÇA E DA PROMOÇÃO DA PAZ.

    DESDE 2009 ATÉ ESSE ANO QUE AS DEMAIS CLASSES TEM AUMENTO, AMÉM, NÃO SOU CONTRA. E JÁ ESTÁ APROVADO PARA O ANO QUE VEM NOVO AUMENTO. MAS OS BOMBEIROS E PMS NÃO TEM AUMENTO, O ESTADO USOU DA PRERROGATIVA DESSA CLASSE DE NÃO FAZER GREVE PARA MANTE-LAS A MARGEM DO AUMENTO SALARIAL, POR QUE? POR QUE DESDE QUE O MARANHÃO FOI CRIADO ATÉ HOJE NUNCA SE TINHA OUVIDO FALAR EM GREVE NA PM E BM DO MARANHÃO. E ATÉ MESMO EM OUTRAS PMS E BMS DO BRASIL. MAS A POLICIA MILITAR DO TOCANTINS FEZ GREVE, QUEBROU UM JUGO IMPOSTO POR LEI, LEI DA DITADURA MILITAR, AGORA SOB A ÉGIDE DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, TAMBÉM CONHECIDA POR CONSTITUIÇÃO CIDADÂ, UMA DAS MAIS CIDADÂS DO MUNDO, PMS PARARAM, LUTARAM DIAS E DIAS POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO E DE VIDA, MAS NÃO DESISTIRAM, O RESULTADO? TODOS OS POLICIAIS QUE PARTICIPARAM DO MOVIMENTO FORAM ANISTIADOS, OUTROS SE TORNARAM DEPUTADOS FEDERAIS. E AGORA A PM DO TOCANTINS TEM UM DOS MELHORES SALÁRIOS DO BRASIL, TODOS OS PMS DO TOCANTINS FORAM PROMOVIDOS ESTE ANO PELO MESMO GOVERNADOR DA ÉPOCA DA GREVE. OS QUE NÃO FORAM PROMOVIDOS ESTAVAM SUB-JUDICE.
    DEPOIS VEM A PM DO PIAUI QUE PAROU SUAS ATIVIDADES, VEIO A FORÇA NACIONAL MAS NÃO SUSTENTA A SEGURANÇA DE UM ESTADO POR MUITO TEMPO, SÓ FICARAM NA CAPITAL TERESINA. E O RESULTADO DA GREVE? ESCALA DE 24X72, AUMENTO TODO ANO NO SALARIO DE SORTE QUE ATÉ 2014 A PM DO PIAUI VAI TER O SALARIO DE 3.500 UM DOS MAIORES DO BRASIL. ANISTIA PARA TODOS OS PARTICIPANTES DO MOVIMENTO.
    A PM DO RIO GRANDE DO NORTE FEZ GREVE, E O RESULTADO? AUMENTO SALARIAL, AUMENTO NO SUBSÍDIO, ESCALA DE TRABALHO DÍGNA, E ANISTIA PARA OS PARTICIPANTES.

    E AGORA FOI A VEZ DA BRIOSA POLICIA MILITAR DO MARANHÃO DE MÃOS DADAS COM O FORMIDÁVEL CORPO DE BOMBEIROSPARARAM SUAS ATIVIDADES NO DIA 08/11/2011, AEROPORTOS PARARAM, BANCOS FECHARAM, O ESTADO PAROU E DEPOIS? A GREVE DUROU 4 HORAS, E O RESULTADO? UMA TRÉGUA ATÉ O DIA 23/11/2011 ONDE ESPERAMOS QUE O GOVERNO CONCEDA:

    APROVAÇÃO DE UMA ESCALA DE 24X72, AUMENTO NO SUBSÍDIO DE 30%, IMPLANTAÇAO DO ADICIONAL NOTURNO. DENTRE OUTROS BENEFÍCIOS E ANISTIA PARA TODOS OS PARTICIPANTES.

    SENHORES CIDADÃOS MARANHENSES, A ESCALA DE TRABALHO DA POLÍCIA FEDERAL, POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL, POLÍCIA CIVIL, POLÍCIAS MILITARES DE ALGUNS ESTADOS DO BRASIL COMO O DISTRITO FEDERAL É 24X72 OU SEJA 24 HORAS DE TRABALHO POR 72 HORAS DE FOLGA. ESSE É UM DOS REQUISITOS PRIMORDIAIS QUE QUEREMOS.

    ResponderExcluir
  10. Edmilson Junior Imperatriz-Ma16 de novembro de 2011 às 14:05

    queria deixar minhas congratulacoes a comissao de frente que negocia com o governo em especial ao cel-pm ivaldo cb-pm ebnilson cb-pm campos cb-pm deusivan sgt-bm ebnesio sd-pm leite homens que nao tiveram medo de enfrentar os poderosos que denigrem e sujam a policia militar e corpo de bombeiros militar, e esses bravos guerreiros que em momento algum deixaram o foco de lutar pelos seus ideais representando uma categoria de homens pais de familias que ja muito sofreram com esses desmando do governo e isso ai,valeu, nunca desistam pois o futuro de muitos dependem de vcs que estao na lideranca pois vcs sao homens dos quais a policia militar e bombeiros militar deveriam se orgulhar.e ao que eu nao recordei o nome peco desculpas vcs tambem merece esse credito.pois e preciso lutar e possivel vencer.

    ResponderExcluir
  11. Os nobres guardiões tanto homens e mulheres da PM e BM desejam é realmente a prova real da aprovação do novo subsídio e plano de cargos e carreira pessoal, isso não diz absolutamente nada!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. ebenilson estou no movimento mais vejo que o principal e uma tabela de subsidio unica a ideal e aquela do escalanamente vertical pois a muita especulação em torno de varias tabelas então publique a que queremos e coloque no blog só assim ja saberemos o nosso subsídio pois dia 23 já deveremos ver o projeto lei sendo encaminhado para aprovação pela assembleia legislativa do maranhão caso contrario sera enrolação do governo

    ResponderExcluir
  13. E ai eebnilson hoje foi aprovado pelo AL o reajuste para policiais civis, e sobre nosso acordo ninguem fala mais nada vcs ai em sao luis nao tao fazendo nenhum tipo de pressao,ja q vcs ai q acreditaram nesses corruptos e puseram fim ao movimento q mau tinha começado,agora vcs vao v como nao teremos mais força para fazer outro igual,e fazer outro pra q mesmo,para nas primeiras horas do movimentos vcs aceitarem qualquer proposta deles de novo,pq esse papo de paralizar de novo e so voltar quando AL aprovar nossas reivindicaçoes ja era falada no inicio do movimento no entanto na primeira promessas deles os lideres ja aceitaram desse jeito nos nao vamos ganhar e nada.Como e q se passa duas semanas praticamente e ninguem nao v se falar mais nada em relaçao a esse acordo, a nao ser a falta de palavra por parte deles punindo os militares,mais e assim mesmo sempre foi nao seria agora q iria mudar ne.

    ResponderExcluir
  14. Olhem!! cadê o da PM/BM??????????? e ainda querem é comprar folga, meus amigos quero é ganhar dignamente e não trabalhar feito escravo, vender folga, isto não existe, tem que ser tirado de qualquer proposta, nós não queremos vender folga, queremos salários dignos.

    16/11/2011 17:02 - Marcelo Vieira / Agência Assembleia

    Aprovado projeto do governo sobre o reajuste dos policiais civis

    A Assembleia Legislativa aprovou na sessão desta quarta-feira (16), em regime de urgência, Projeto de Lei nº 243/11, encaminhado pelo Governo do Estado, que dispõe sobre subsídio do grupo ocupacional atividade Polícia Civil, acatando a emenda nº 2 e rejeitando a emenda nº 1, de autoria do deputado Raimundo Cutrim. O Projeto foi aprovado com emenda do Executivo e agora segue para redação final. Nesta quinta-feira, o projeto volta a ser votado em Plenário e retorna ao governo.

    ResponderExcluir
  15. A HERANÇA DAS 24 POR 48 HS
    O que vou comentar muitos vão com certeza lembrar de alguém, tantas vezes falei e espero que este seja o momento, e a grande maioria possam entender o que vou tc.
    O serviço de 24 por 24 quem passou por ele até bem pouco tempo, os recentes promovidos á cabo sabem bem o que significa. Veja bem só o quanto nos escraviza o estado, 24 por 48 horas significa trabalhar 10 dias = 240horas por mês, enquanto a constituição, para os outros trabalhadores, 44 semanais = 176 horas em media



    Horas dia Mês Ano –(Férias) 30 anos
    Cabos e soldados
    PMMA
    24Hs 24x10=240 11 x 240=2640 79200

    Trabalhador Civil

    8hs 44x4=176 11 x 176=1936 58080
    Policias:
    Civil Rodoviária Federal, Guardas municipais

    24hs 8x24=192 11x192=2112 63360


    • Cabos e soldados 79200hs

    • Trabalhadores comum 58080hs

    • Total da diferença 21120hs /


    21120=2121x10 anos há mais que as outras policias
    21120=1936x10,909091 que um trabalhador civil ou seja quase 11 anos.


    Para concluir o PM do maranhão com 30 anos de serviço já trabalhou 40anos, sem falar nas 24 por 24.
    Esses excessos sabem o que significa:
    O PM está acabado, alguns já se foram com problemas no coração, depressão, alcoolismo, endividamento e ainda os poucos que ainda sobrevivem, não estudam, e quando tentam ainda não são incentivados a progredir, até mesmo melhorar as sua vidas estaria melhorando esse estado.


    Cb PM Marcos lotado em Codó

    ResponderExcluir
  16. Aprovado projeto do governo sobre o reajuste dos policiais civis
    16/11/2011 17:02 - Marcelo Vieira / Agência Assembleia

    A Assembleia Legislativa aprovou na sessão desta quarta-feira (16), em regime de urgência, Projeto de Lei nº 243/11, encaminhado pelo Governo do Estado, que dispõe sobre subsídio do grupo ocupacional atividade Polícia Civil, acatando a emenda nº 2 e rejeitando a emenda nº 1, de autoria do deputado Raimundo Cutrim. O Projeto foi aprovado com emenda do Executivo e agora segue para redação final. Nesta quinta-feira, o projeto volta a ser votado em Plenário e retorna ao governo.

    ResponderExcluir
  17. CARO EBNILSON, O QUE ESTÁ PENSANDO A ASSOCIAÇÃO? EM RELAÇÃO AO DESPREZO DO GOVERNO COM OS MILITARES, VAMOS ESPERAR ATÉ O DIA 23? OU VAMOS MOSTRAR A FORÇA E UNIÃO DOS MILITARES DO MARANHÃO!!
    UNIDOS SOMOS FORTES!


    qui, 17/11/11 por Marco D'Eça às 08:00h
    GOVERNO NÃO DARÁ TRATAMENTO ESPECIAL A POLICIAIS MILITARES NA POLITICA SALARIAL..

    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.
    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.
    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.
    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.
    A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).
    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.
    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.
    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo…

    ResponderExcluir
  18. COMISSÃO DE EXCEDENTES , UNIDOS COM OS MILITARES .

    VEJAM QUANTO TEMPO DURA UMA REIVINDICAÇÃO DE INTERESSE DO GOVERNO .

    19/10/2011- ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA APROVA EM TEMPO RECORD ( EM APENAS 2 DIAS ) O PROJETO DE LEI Nº 259/2011 QUE TRANSFERE OS CUSTOS DA FUNDAÇÃO JOSÉ SARNEY PRA O ESTADO DO MARANHÃO .O DEPUTADO BIRA DO PINDARÉ CONTESTOU O FATO DA MATÉRIA NÃO TER PASSADO PELA ASSESSORIA JURÍDICA , ALÉM DISSO NÃO FOI DISCUTIDA EM NENHUMA COMISSÃO DA CASA .

    RESUMINDO , SEGUNDO A OPOSIÇÃO OS CUSTOS TRANSFERIDOS PARA OS CIDADÃOS MARANHENSES PAGAREM SERÁ NA ORDEM DE R$ 1.100.000, 00 POR ANO .


    ENQUANTO ISSO :

    OS MILITARES NEGOCIAM DIRETAMENTE COM O GOVERNO A QUASE UM ANO ... RESTANDO APENAS 6 DIAS PARA O FIM DO PRAZO , O GRANDE ESFORÇO PROMETIDO ESTA DANDO LUGAR A ARTICULAÇÕES PARA ABAFAR E MINAR O MOVIMENTO .

    ADEMAR NAIVA

    ResponderExcluir
  19. QUERO SABER QUAL VAI SER O POSICIONAMENTO DAS ASSOCIAÇÕES? VAMOS ESPERAR ATÉ DIA 23? OU VAMOS AGIR, EM VIRTUDE DE FALTA DE RESPEITO DO GOVERNO COM OS POLICIAS E BOMBEIROS MILITARES!
    o GOVERNO NÃO VAI DÁ NADA! SOMENTE GANHAREMOS ALGO COM LUTA!
    UNIDOS SOMOS FORTES!!!!

    http://www.marcoaureliodeca.com.br/
    qui, 17/11/11 por Marco D'Eça às 08:00h

    Governo não dará tratamento especial a policiais militares na política salarial…

    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.
    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.
    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.
    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.
    A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).
    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.
    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.
    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo…

    ResponderExcluir
  20. Oposição acusa governo de descumprir acordo com policiais
    17/11/2011 11:20 - Waldemar Têrr / Agências Assembleia
    Deputados de oposição acusaram, na sessão desta quinta-feira (17), o Governo do Estado de descumprir acordo intermediado por parlamentares, que permitiria reajuste para os policiais militares e bombeiros e os livraria de qualquer punição pelo movimento por melhores condições de trabalho. O líder do Bloco Parlamentar de Oposição (BPO), Marcelo Tavares (PSB), foi o primeiro que abordou o assunto e acusou duramente o governo por haver recuado na pretensão.



    Marcelo Tavares afirmou que o jornalista Marco D’Eça colocou em seu blog com todas as letras: “Governo não dará tratamento especial a policiais militares na política salarial” e anuncia também que “o governo Roseana Sarney decidiu que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo”.



    Depois falaram do mesmo assunto, dando apoio aos militares e bombeiros, os deputados Neto Evangelista (PSDB), Eliziane Gama (PPS) e Carlos Amorim (PDT). Este criticou a punição aos militares e bombeiros, por haverem participado do movimento em defesa de melhores condições de trabalho e reajuste salarial.



    Amorim contou detalhes do acordo e disse que dele, além de vários deputados, participaram o governador em exercício e o secretário de Segurança Pública, Aloísio Mendes. O pedetista fez um apelo para que o governo reveja as punições e dialogue com os bombeiros e militares.



    Marcelo Tavares voltou ao assunto e denunciou que a governadora Roseana Sarney não vai honrar o acordo firmado pelo líder do governo, Manoel Ribeiro (PTB) e pelo próprio presidente da Assembleia. Arnaldo Melo (PMDB). Disse ainda que “cercado por garantias jurídicas o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada greve militar e punirá os insurgentes com rigor”.



    Marcelo Tavares garantiu que a oposição não insuflou ninguém e que os governistas negociaram com os militares e bombeiros um acordo que permitiria reposição salarial das duas categorias em troca da suspensão do movimento, puxados por eles.



    Neto Evangelista disse que a oposição não pode permitir que o acordo não seja respeitado, uma vez que os policiais militares e bombeiros estão com os salários defasados.



    Já a deputada Eliziane Gama (PPS) manifestou apoio irrestrito às declarações dos colegas de oposição e assegurou que os militares e bombeiros precisam ser prestigiados e de condições dignas de trabalho, para oferecer melhor segurança à população.

    ResponderExcluir
  21. O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.

    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.
    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.

    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.

    ResponderExcluir
  22. A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).


    Arnaldo e Ribeiro negociando com militares
    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.

    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.

    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo
    blog de marco D'eça

    ResponderExcluir
  23. Deputados de oposição acusaram, na sessão desta quinta-feira (17), o Governo do Estado de descumprir acordo intermediado por parlamentares, que permitiria reajuste para os policiais militares e bombeiros e os livraria de qualquer punição pelo movimento por melhores condições de trabalho. O líder do Bloco Parlamentar de Oposição (BPO), Marcelo Tavares (PSB), foi o primeiro que abordou o assunto e acusou duramente o governo por haver recuado na pretensão
    Marcelo Tavares afirmou que o jornalista Marco D’Eça colocou em seu blog com todas as letras: “Governo não dará tratamento especial a policiais militares na política salarial” e anuncia também que “o governo Roseana Sarney decidiu que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo”.


    cont:

    ResponderExcluir
  24. Depois falaram do mesmo assunto, dando apoio aos militares e bombeiros, os deputados Neto Evangelista (PSDB), Eliziane Gama (PPS) e Carlos Amorim (PDT). Este criticou a punição aos militares e bombeiros, por haverem participado do movimento em defesa de melhores condições de trabalho e reajuste salarial.



    Amorim contou detalhes do acordo e disse que dele, além de vários deputados, participaram o governador em exercício e o secretário de Segurança Pública, Aloísio Mendes. O pedetista fez um apelo para que o governo reveja as punições e dialogue com os bombeiros e militares.



    Marcelo Tavares voltou ao assunto e denunciou que a governadora Roseana Sarney não vai honrar o acordo firmado pelo líder do governo, Manoel Ribeiro (PTB) e pelo próprio presidente da Assembleia. Arnaldo Melo (PMDB). Disse ainda que “cercado por garantias jurídicas o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada greve militar e punirá os insurgentes com rigor”.



    Marcelo Tavares garantiu que a oposição não insuflou ninguém e que os governistas negociaram com os militares e bombeiros um acordo que permitiria reposição salarial das duas categorias em troca da suspensão do movimento, puxados por eles.



    Neto Evangelista disse que a oposição não pode permitir que o acordo não seja respeitado, uma vez que os policiais militares e bombeiros estão com os salários defasados.



    Já a deputada Eliziane Gama (PPS) manifestou apoio irrestrito às declarações dos colegas de oposição e assegurou que os militares e bombeiros precisam ser prestigiados e de condições dignas de trabalho, para oferecer melhor segurança à população.

    ResponderExcluir
  25. isso foi hoje hein! na Assembleia Legislativa fiquem de olho.

    ResponderExcluir
  26. Governo não dará tratamento especial a policiais militares na política salarial…

    qui, 17/11/11 por Marco D'Eça às 08:00h


    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.

    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.


    Ações como esta não serão mais tolerados pelo governo

    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.

    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.

    A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).


    Arnaldo e Ribeiro negociando com militares

    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.

    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.

    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo…

    Governo Roseana
    Tags:Greves, Militares, POlítica Salarial

    ATENÇÃO OFICIAIS E PRACAS, NÃO VAMOS NOS CURVAR DIANTE DA PIOR GOVERNADORA DO MUNDO. OS DITADORES TODOS TEM CAÍDO, ESSA É QUESTÃO DE TEMPO, VAMS APROVEITAR PARA PARARMOS E SERÁ UM FAVOR A TODA A POPULAÃO, POIS, ASSIM TEREMIS INTERVENÇÃO FEDERAL E ASIM O BRASIL FICA SABENDO DO DESGOVERNO DESSES CANCERÍGENIOS POLÍTICOS.
    NÃO SE PREOCUPEM, EM MINAS GERAIS TEVE ATÉ MORE E NADA FOI CONDENADO OS PM,S, A OAB ESTÁ CONOSCO, A SOCIEDADE.

    CASO ALGUEM SEJA PUNIDO, IREMOS PERSEGUIR A ROSEANA ATÉ O RESTO DA VIDA DELA, ELA E QUEM NOS SACANEAR. NÃO TENHAM MEDO, SOMOS HOMENS, SE ELA NOS TRATAR COMO BANDIDOS, AJAMOS COM TAI, E NECESSÁRIO.

    PARALISÃO, PARALISÃO JÁAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. AVANTE SENHORES OFICIAIS E PRAÇAS, RETALIAÇÕES VÃO TER INDEPENDENTE DE LUTA, ENTÃO, VAMOS A LUTA, E MUDAR A NOSA SORE, NOSSOS VIZINHOS, FILHOS E ESPOSAS ESPERAM OS HERÓIS QUE EXSTEM ENTRO DE NÓS.

    ASS: TODOS OS POLICIAIS DE BEM DA PMMA

    ResponderExcluir
  27. ATENÇÃO OFICIAIS E PRACAS, NÃO VAMOS NOS CURVAR DIANTE DA PIOR GOVERNADORA DO MUNDO. OS DITADORES TODOS TEM CAÍDO, ESSA É QUESTÃO DE TEMPO, VAMS APROVEITAR PARA PARARMOS E SERÁ UM FAVOR A TODA A POPULAÃO, POIS, ASSIM TEREMIS INTERVENÇÃO FEDERAL E ASIM O BRASIL FICA SABENDO DO DESGOVERNO DESSES CANCERÍGENIOS POLÍTICOS.
    NÃO SE PREOCUPEM, EM MINAS GERAIS TEVE ATÉ MORE E NADA FOI CONDENADO OS PM,S, A OAB ESTÁ CONOSCO, A SOCIEDADE.

    CASO ALGUEM SEJA PUNIDO, IREMOS PERSEGUIR A ROSEANA ATÉ O RESTO DA VIDA DELA, ELA E QUEM NOS SACANEAR. NÃO TENHAM MEDO, SOMOS HOMENS, SE ELA NOS TRATAR COMO BANDIDOS, AJAMOS COM TAI, E NECESSÁRIO.

    PARALISÃO, PARALISÃO JÁAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. AVANTE SENHORES OFICIAIS E PRAÇAS, RETALIAÇÕES VÃO TER INDEPENDENTE DE LUTA, ENTÃO, VAMOS A LUTA, E MUDAR A NOSA SORE, NOSSOS VIZINHOS, FILHOS E ESPOSAS ESPERAM OS HERÓIS QUE EXSTEM ENTRO DE NÓS.

    ASS: TODOS OS POLICIAIS DE BEM DA PMMA

    ResponderExcluir
  28. A covardia coloca a questão: 'É seguro?'
    O comodismo coloca a questão: 'É popular?'
    A etiqueta coloca a questão: 'é elegante?'
    Mas a consciência coloca a questão, 'É correto?'
    E chega uma altura em que temos de tomar uma posição que não é segura, não é elegante, não é popular, mas o temos de fazer porque a nossa consciência nos diz que é essa a atitude correta...Marthin Luther King

    ResponderExcluir
  29. correções:

    Governo não dará tratamento especial a policiais militares na política salarial…

    qui, 17/11/11 por Marco D'Eça às 08:00h


    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.

    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.


    Ações como esta não serão mais tolerados pelo governo

    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.

    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.

    A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).


    Arnaldo e Ribeiro negociando com militares

    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.

    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.

    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo…

    Governo Roseana
    Tags:Greves, Militares, POlítica Salarial

    ATENÇÃO OFICIAIS E PRACAS, NÃO VAMOS NOS CURVAR DIANTE DA PIOR GOVERNADORA DO MUNDO. OS DITADORES TODOS TEM CAÍDO, ESSA É QUESTÃO DE TEMPO, VAMOS APROVEITAR PARA PARARMOS E SERÁ UM FAVOR A TODA A POPULAÃO, POIS, ASSIM TEREMIS INTERVENÇÃO FEDERAL E ASIM O BRASIL FICA SABENDO DO DESGOVERNO DESSES CANCERÍGENOS POLÍTICOS.
    NÃO SE PREOCUPEM, EM MINAS GERAIS TEVE ATÉ MORTE E NADA FOI CONDENADO OS PM,S, A OAB ESTÁ CONOSCO, A SOCIEDADE.

    CASO ALGUEM SEJA PUNIDO, IREMOS PERSEGUIR A ROSEANA ATÉ O RESTO DA VIDA DELA, ELA E QUEM NOS SACANEAR. NÃO TENHAM MEDO, SOMOS HOMENS, SE ELA NOS TRATAR COMO BANDIDOS, AJAMOS COMO TAIS, SE NECESSÁRIO.

    PARALIZASÃO, PARALIZASÃO JÁAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.

    AVANTE SENHORES OFICIAIS E PRAÇAS, RETALIAÇÕES VÃO TER INDEPENDENTE DE LUTA, ENTÃO, VAMOS A LUTA, E MUDAR A NOSSA SORE, NOSSOS VIZINHOS, FILHOS E ESPOSAS ESPERAM OS HERÓIS QUE EXISTEM ENTRO DE NÓS.

    SE PRECISARMOS, VMOS ARMADOS SIM, DESDE QUE NÃO USEMOS, MAS, PARA NOS DEFENDER JÁ QUE VÃO COLOCAR A FORÇA NACIONAL (CACHORROS) EM NÓS. ETAREMOS AMPRADOS PELO DIREITO. LEMBREM-SE, SE NÃO PARAMOS, SERIA MELHOR QU NÃO TIVESSEMOS NASCIDOS. POIS, ASSIM A DESGOVERNADORA VEM COM TUDO, PODE VIM QUENTE QUE A PMMA ESTÁ VERVENDO.

    VAMOS COMPARECER EM MASSA DIA 24, COM AMIGOS, FAMILIÁRES E LÍDERES COMUNITAROS, VAMOS CONVOCAR ESTUDANTES, PELA PRIMEIRA VEZ ALUNOS E PM UNIDOS PELO MARANHÃO MELHOR. O DESAFIO ESTÁ LANÇADO, DIVULGUEM ESTA CAMPANHA NA INTERNET, BLOGS, E-MAILS, FCE BOOK, ORKUT E OUTROS ELEMENTARES DE INTERNET.

    ASS: TODOS OS POLICIAIS DE BEM DA PMMA

    ResponderExcluir
  30. QUAL VAI SER O POSICIONAMENTO DAS ASSOCIAÇÕES??

    Fonte:http://www.luiscardoso.com.br/

    Roseana vai pedir a presença da Força Nacional em caso de nova greve dos militares

    A governadora Roseana Sarney mandou preparar ofício solicitando a presença da Força Nacional no Maranhão, caso os policiais militares e membros do Corpo de Bombeiros decidirem paralisar mais uma vez, a partir do dia 23 deste.
    Serão 600 homens da Força Nacional para substituir os militares e combater cerca de 3 mil grevistas, que estarão também armados. Aí tudo é possível.
    O acordo selado entre o governador em exercício, Washington Oliveira, com os militares, avalizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, e pelo líder do governo, deputado Manoel Ribeiro, não foi respeitado.
    Nem bem Roseana retornou ao cargo, o acerto de que não haveria retaliações foi jogado no lixo. Dois tenentes coronéis foram exonerados de seus postos no Corpo de Bombeiros e um terceiro foi preso.
    Mas o pior estava por chegar. Ontem, conforme revela o blog de Marco Deça (leia aqui), a governadora decidiu, em reunião, que não atenderá a pauta de reivindicação dos militares e do Corpo de Bombeiros. E quem se inssurgir será rigorosamente punido.
    Ou seja, os militares e membros do Corpo do Bombeiros, em ato sensato no recuo do movimento, caíram no canto da sereia. Foram crédulos e tolos até demais por negociarem com coadjuvantes.
    Agora é esperar para saber se haverá greve ou se tudo não passou de um balão de ensaio murcho antes do tempo.

    ResponderExcluir
  31. César Pires defendeu o posicionamento do governo do Estado em relação às punições aplicadas aos militares que participaram do movimento grevista, que reivindica melhorias salariais e nas condições de trabalho.

    http://www.al.ma.gov.br/noticias/noticiasarquivo.php?id=23533

    ResponderExcluir
  32. Governo não dará tratamento especial a policiais militares na política salarial…
    qui, 17/11/11 por Marco D'Eça às 08:00h

    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.

    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.


    Ações como esta não serão mais tolerados pelo governo
    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.

    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.

    A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).


    Arnaldo e Ribeiro negociando com militares
    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.

    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.

    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo…

    Governo Roseana
    Tags:Greves, Militares, POlítica Salarial
    OLHA O QUE A GOVERNADORA MANDOU COMO PROPOSTA

    ResponderExcluir
  33. saiu no: www.marcoaureliodeca.com.br

    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.

    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da vida militar.

    ResponderExcluir
  34. www.luiscardoso.com.br

    A governadora Roseana Sarney mandou preparar ofício solicitando a presença da Força Nacional no Maranhão, caso os policiais militares e membros do Corpo de Bombeiros decidirem paralisar mais uma vez, a partir do dia 23 deste.

    Serão 600 homens da Força Nacional para substituir os militares e combater cerca de 3 mil grevistas, que estarão também armados. Aí tudo é possível.

    O acordo selado entre o governador em exercício, Washington Oliveira, com os militares, avalizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, e pelo líder do governo, deputado Manoel Ribeiro, não foi respeitado.

    Nem bem Roseana retornou ao cargo, o acerto de que não haveria retaliações foi jogado no lixo. Dois tenentes coronéis foram exonerados de seus postos no Corpo de Bombeiros e um terceiro foi preso.

    Mas o pior estava por chegar. Ontem, conforme revela o blog de Marco Deça (leia aqui), a governadora decidiu, em reunião, que não atenderá a pauta de reivindicação dos militares e do Corpo de Bombeiros. E quem se inssurgir será rigorosamente punido.

    Ou seja, os militares e membros do Corpo do Bombeiros, em ato sensato no recuo do movimento, caíram no canto da sereia. Foram crédulos e tolos até demais por negociarem com coadjuvantes.

    Agora é esperar para saber se haverá greve ou se tudo não passou de um balão de ensaio murcho antes do tempo.

    PARECE QUE O GOVERNO JÁ TOMOU SUA DECISÃO. AGORA É HORA DE DEFINIRMOS A NOSSA.

    ResponderExcluir
  35. http://www.marcoaureliodeca.com.br/2011/11/17/governo-nao-dara-tratamento-especial-a-policiais-militares-na-politica-salarial/
    O governo Roseana Sarney (PMDB) decidiu, ontem, que a política salarial de policiais e bombeiros militares seguirá no bojo de um projeto geral para todo o funcionalismo, a ser encaminhado à Assembléia, até o início do ano que vem.

    Os militares, portanto, não terão diferenciação na negociação de reajuste – sobretudo após a espécie de greve promovida há duas semanas – movimento ilegal e sem precedentes na história da
    O projeto de política salarial do funcionalismo foi analisada ontem por Roseana Sarney (PMDB), em reunião da qual participaram também os secretários João Alberto de Souza, Hildo Rocha, Fábio Gondim e Aluísio Mendes.

    Cercada por garantias jurídicas, o governo não vai mais tolerar movimentos como a inusitada “greve militar” e punirá os insurgentes com rigor.

    A decisão do governo colocou em situação difícil o líder governista na Assembléia, deputado Manoel Ribeiro (PTB).

    Arnaldo e Ribeiro negociando com militares

    Ribeiro, ao lado do presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB) – e insuflado por membros da oposição – prometeu aos militares rebeldes que se juntaria a eles, em uma nova greve, caso o governo não atendesse as reivindicações da categoria.

    Para muitos deputados, não passou de uma bravata ribeirista para forçar os militares a um recuo, mas o governo entendeu a ação como uma afronta – e um estímulo a novas insubordinações.

    Agora, caberá a Ribeiro decidir se fica com os militares ou se segue a orientação do governo…

    Governo Roseana
    Tags:Greves, Militares, POlítica Salarial

    ResponderExcluir
  36. PARA OS PM E BM SÓ PROMESSA DE CADEIA, ESPERO QUE A ASSOCIAÇÃO DÊ A RESPOSTA QUE O GOVERNO MEREÇE! VAMOS A LUTA!!!

    UNIDOS SOMOS FORTES!!

    17/11/2011 16:21 - Gláucio Ericeira/Agência Assembleia
    Aprovado projeto que reajusta subsídio de policiais civis
    A Assembleia Legislativa aprovou e encaminhou para a sanção da governadora Roseana Sarney (PMDB) o projeto de lei nº 243/11, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre o subsídio do Grupo Ocupacional da Polícia Civil, formado por delegados, peritos criminais, médicos legistas, odontolegistas, toxicologistas, farmacêuticos legistas, investigadores, escrivães, peritos criminalísticos auxiliares, motoristas, operadores de rádio, comissários e auxiliares de perícia médico-legal.
    De acordo com o projeto de lei, a categoria de delegados ficará com os seguintes vencimentos: R$ 10.269,71 (3ª classe), R$ 10.802,93 (2ª classe), R$ 11.371,50 (1ª classe) e R$ 11.970,00 (classe especial).
    Os demais cargos estão divididos por classes (3ª, 2ª, 1ª e especial) e níveis (I, II, III, IV e V).
    Os peritos criminais, médicos legistas, odontolegistas, toxicologistas e farmacêuticos legistas, na classe especial e no nível V, poderão chegar a um vencimento de até R$ 7.597,40.
    Os investigadores, escrivães e peritos criminalísticos auxiliares, na classe especial e no nível V, poderão obter vencimentos de até R$ 3.185,83.
    Já os comissários, também na classe especial e no nível V, poderão chegar a um salário de até R$ 3.258,62.

    ResponderExcluir
  37. JÁ QUE O GOVERNO DECIDIU QUE NÃO VAI DA NADA, VAMOS PARAR ANTES DO DIA 23, ESTÃO DE ACORDO? AQUI EM IMPERATRIZ ESTAMOS PREPARADOS. VAMOS FECHAR A BR-010 NO TRECHO DA PONTE DO CACAU, E TAMBÉM O AEROPORTO, CONVIDAREMOS TODOS OS CIDADÕES DE BEM PARA JUNTOS COMBATER ESSE GOVERNO COVARDE, AQUI NÓS JÁ ESTAMOS ACOSTUMADOS A ENFRENTAR TODO TIPO DE INIMIGO, QUE VENHAM DE ONDE VINHER.

    ResponderExcluir
  38. chegou a hora de estarmos juntos se queremos ser valorizados como as demais classes trabalhistas,não vamos recuar, a luta continua.juntos venceremos.

    ResponderExcluir
  39. DE IMPERATRIZ :

    VAMOS PARA AGORA, O GOVERNO JA DECIDIU O QUE VAI FAZER.

    QUE A FORÇA NACIONAL E O EXERCITO ASSUMAM O MA,VAMOS PARA LOGO DIA 18.11.2011.

    ResponderExcluir
  40. EXCEDENTES DA PMMA , UNIDOS COM OS MILITARES .

    APÓS UM DIA DE GREVE OS MILITARES DE RONDÔNIA RECEBEM PROPOSTA DE REAJUSTE SALARIAL , VEJAM QUANTO VÃO GANHAR :

    SOLDADO R$ 3.111,00 ,NO MARANHÃO SÓ R$ 2.037,00
    3º SARGENTO R$ 3.566,00 , AQUI SÓ R$ 2.278 ,00
    1º TENENTE R$ 6.962,15 , AQUI SÓ R$ 4.232,33

    AQUI A SITUAÇÃO É CAÓTICA ,PRAÇAS E OFICIAIS ESTÃO COM SEUS SUBSÍDIOS DURAMENTE PELO CUSTO DE VIDA ...VAMOS VIVENCIAR UM GOVERNO QUE TEM COMO OBJETIVO VÊ POLICIA MILITAR PARAR NO MAIS PROFUNDO FOSSO .

    ENQUANTO ISSO :

    DEPUTADO CARLOS AMORIM ANUNCIOU HOJE , 17/11 QUE SEU PARTIDO ( PDT ) VAI ENTRAR COM AÇÃO CONTRA CORONEL IVALDO .

    PARECE-ME QUE DEMOS A CORDA PRA ELES NOS ENFORCAR , ESSAS RETALIAÇÕES NÃO VÃO PARAR TÃO CEDO ; ELES ESPERTAMENTE ESTÃO COMENDO PELAS BEIRADAS, A CADA DIA É MAIS UM CAPÍTULO DE PERSEGUIÇÕES . QUEM SERÁ O PRÓXIMO ? O PRAZO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DAS REVINDICAÇÕES ESTA SENDO MAQUIAVELICAMENTE USADO PARA SEPULTAR A MOBILIZAÇÃO .ESTA FICANDO COMPROVADO QUE A RADICALIZAÇÃO É A ÚNICA LINGUAGEM ENTENDIDA PELOS TIRANOS .

    ADEMAR NAIVA

    ResponderExcluir
  41. AQUI EM TIMOM E CAXIAS JÁ VAMOS PARAR AMANHÃ A MADRUGADA. TODOS NA ASOCIAÇÃO DE TIMOM E DE CAXIAS LOGO CEDO.

    ESSA GOVERNADORA DE ULTIMA CLASE TEM QUE RESPEITAR A POLICIA E BOMBEIROS.

    OONVOCAMOS TODA A PMMA A PARAR AT´O NATAL SE FOR PRECISO. E 2012 E 2014 RE ESPERA ROSEANA.

    ResponderExcluir
  42. DESDE O INICIO NAO GOSTEI DA DECISAO DE PARAR COM A MOBILIZAÇAO, AO FOI DADO TEMPO PRA ELES GANHAREM FORÇAS, SE ELES NAO ESTAO CUMPRINDO O QUE PROMETERAM NAO VEJO MOTIVO PRA ESPERAR O DIA 23.SE O MOVIMENTO NAO TIVESSE PARADO JA TERIAMOS GANHO O QUE REINVINDICAMOS.
    GOSTARIA DE SABER O POSICIONAMENTO DOS LIDERES DO MOVIMENTO A ESSE RESPEITO. COMO PODE NAO ERA PRA ELES INTERMEDIAR? ESTAO INTERMEDIANDO O Q? SE NEM EBENILSON SABE DE NADA, COMO ELE MESMO DISSE.NAO ESPEREM, PAREM AGORA. MERI ESPOSA DE PM.

    ResponderExcluir
  43. Aprovado projeto que reajusta subsídio de policiais civis
    17/11/2011 16:21 - Gláucio Ericeira/Agência Assembleia



    A Assembleia Legislativa aprovou e encaminhou para a sanção da governadora Roseana Sarney (PMDB) o projeto de lei nº 243/11, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre o subsídio do Grupo Ocupacional da Polícia Civil, formado por delegados, peritos criminais, médicos legistas, odontolegistas, toxicologistas, farmacêuticos legistas, investigadores, escrivães, peritos criminalísticos auxiliares, motoristas, operadores de rádio, comissários e auxiliares de perícia médico-legal.



    De acordo com o projeto de lei, a categoria de delegados ficará com os seguintes vencimentos: R$ 10.269,71 (3ª classe), R$ 10.802,93 (2ª classe), R$ 11.371,50 (1ª classe) e R$ 11.970,00 (classe especial).



    Os demais cargos estão divididos por classes (3ª, 2ª, 1ª e especial) e níveis (I, II, III, IV e V).



    Os peritos criminais, médicos legistas, odontolegistas, toxicologistas e farmacêuticos legistas, na classe especial e no nível V, poderão chegar a um vencimento de até R$ 7.597,40.



    Os investigadores, escrivães e peritos criminalísticos auxiliares, na classe especial e no nível V, poderão obter vencimentos de até R$ 3.185,83.



    Motoristas e operadores de rádio, na mesma classe e nível, poderão receber até R$ 1.446,92.



    Já os comissários, também na classe especial e no nível V, poderão chegar a um salário de até R$ 3.258,62.



    Auxiliares de perícia, classe especial e nível V, poderão obter vencimentos de até R$ 2.261,15.

    ResponderExcluir
  44. vamos a luta aki ninguém tem medo vamos vencer!!!

    ResponderExcluir
  45. desde qdo foi feito o acordo muito rapido eu sabia que não iria ser cumprido nada mais se é guerra que querem estamos preparados...

    ResponderExcluir
  46. CONVOCO MEU POVO NÃO VAMOS NOS AMEDRONTAR AGORA É QUE IREMOS MOSTRAR REALMENTE QUEM SOMOS QUE DEUS NOS ABENÇOE!!!PM VALDIVINO

    ResponderExcluir
  47. O QUE VAMOS FAZER AGORA?
    O medo faz parte do ser humano. Quando descontrolado, leva a loucura e quando dominado leva a vitória. Então nenhum "bizu" ordinário vai mudar nosso cronograma, a Assembléia geral continua marcada para o dia 23/11, às 18h00, no Clube Social da ARCSPMIA, para os militares da Região Tocantina Maranhense. Se houver alguma proposição por parte do Governo e ela for viável, faremos um chamamento para que possamos decidir juntos, do contrário, manteremos a que já marcamos.

    Já está confirmada a vinda dos homens da Força Nacional. Mas eles não virão para nos combater e sim para tentar nos substituir, e não conseguirão porque são apenas 200 (duzentos) dos 300 (trezerntos) solicitados. Eles são nossos semelhantes e, talvez, até farão parte do nosso moviento, em vista que eles também anceiam por mudanças profundas em suas coorporações.

    Esse negócio de estarem sendo arrumados os alojamentos de todos os Batalhões é para causar a impressão de virão muitos homens e tentar causar pressão. Os homens que virão não serão sufiscientes nem para fazer segurança nos presídios, casas de detenções, Centros de Custódias de Presos de Justiças etc.

    Existe, também, "bizus" sobre a vinda de 100 (cem) homens do exército, mas é tudo especulação e, mesmo assim, se for verdade não farão grande diferença.

    Quanto aos militares que receberam e os que vierem a receber FATD's, todos devem encaminharem-se à nossa banca de advogados para que eles respondam com segurança. Todos as FATD's, até agora expedidas, são ilegais e sem nenhuma segurança jurídica, sem oferecer nenhuma ameaça aos militares.

    Fiquem atentos ás contras-informações, como já orientamos várias vezes e mantenham-se na defesa dos direitos que nos são inerentes. Nós estamos monitorando todos os passos do Governo e o que for verdadeiro não será escondido de ninguém.

    Até agora não observamos nenhum ato que nos leve a acreditar que o Governo será responsável e assim acreditamos que a nossa manifestação será necessária. Assim, manteremos a união e força já demonstrada para que sejamos respeitados e dignificados.

    VAMOS CONTINUAR FIRMES E MOSTRAR QUE TEMOS MUITA IMPORTÂNCIA E NÃO SOMOS ANIMAIS DE CARGA!!!!!!
    Fonte: Arcspmia

    ResponderExcluir
  48. CARTA DE UM PM À ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA
    Blog Do :Willians Dourado em Notícias

    Caro Arnaldo Melo e meu querido Manoel Ribeiro, conheço pessoalmente a ambos, possuímos amigos próximos e comuns, e sou policial militar que, como cidadão, acredita e distribui propaganda desde Grajaú e Presidente Dutra para o atual presidente da assembleia e na capital conheci e admirei demais o ex presidente M. Ribeiro, portanto estou na expectativa de vossas respostas à essa afronta mimada que receberam.
    Ninguém em sã consciência, entende o fato de nossa GOVERNADORA estar pagando pra ver 30 mil famílias de eleitores saírem às ruas… apostando na nossa incapacidade de articulação e histórica conduta passiva. Ela amargará assistir a algo sem precedentes nas ruas de todo estado e os senhores experimentarão o OLIMPO político se realmente cumprirem seus discursos e se posicionarem ao nosso lado nessa LUTA justa, fruto de históricos desprezos. Será que ela não percebe que a PM sempre esteve ao lado dela? Que segurou todas as pontas da segurança pública nas costumeiras greves da polícia Civil e agentes penitenciários, exatamente aos quais ela trata agora com deferência?
    Até o mais caseiro dos animais(irracionais) acaba mordendo a mão que o agride sistematicamente… Portanto sejamos racionais e entendamos que não existe mais retorno apartir desse ponto.
    Senhores, não nos batam no rosto! A hora é de fazer acontecer e honrar nossa confiança e votos! Estamos aguardando vocês no palanque e na tribuna! Estejam certos que esse será o seu marco de um futuro perene na política ou de um repúdio organizado, sistemático e integral da classe e famílias dos policiais militares, que chegaram ao limite da tolerância de cidadãos.
    Todos confiamos em vocês, nossos parlamentares e representantes eleitos!
    Nós IREMOS à luta! COM ou SEM vocês

    ResponderExcluir
  49. Carta de um PM à Assembléia Legislativa
    Publicado em 20 de novembro de 2011 por John Cutrim

    Caro Arnaldo Melo e meu querido Manoel Ribeiro, conheço pessoalmente a ambos, possuímos amigos próximos e comuns, e sou policial militar que, como cidadão, acredita e distribui propaganda desde Grajaú e Presidente Dutra para o atual presidente da Assembleia e na capital conheci e admirei demais o ex-presidente Manoel Ribeiro, portanto estou na expectativa de vossas respostas à essa afronta mimada que receberam.

    Ninguém em sã consciência entende o fato de nossa governadora estar pagando para ver 30 mil famílias de eleitores saírem às ruas… apostando na nossa incapacidade de articulação e histórica conduta passiva. Ela amargará assistir a algo sem precedentes nas ruas de todo estado e os senhores experimentarão o Olimpo político se realmente cumprirem seus discursos e se posicionarem ao nosso lado nessa luta justa, fruto de históricos desprezos. Será que a governadora não percebe que a PM sempre esteve ao lado dela? Que segurou todas as pontas da segurança pública nas costumeiras greves da polícia Civil e agentes penitenciários, exatamente aos quais ela trata agora com deferência?

    Até o mais caseiro dos animais (irracionais) acaba mordendo a mão que o agride sistematicamente… Portanto sejamos racionais e entendamos que não existe mais retorno apartir desse ponto.

    Senhores, não nos batam no rosto! A hora é de fazer acontecer e honrar nossa confiança e votos! Estamos aguardando vocês no palanque e na tribuna! Estejam certos que esse será o seu marco de um futuro perene na política ou de um repúdio organizado, sistemático e integral da classe e famílias dos policiais militares, que chegaram ao limite da tolerância de cidadãos.

    Todos confiamos em vocês, nossos parlamentares e representantes eleitos!

    Nós todos IREMOS à luta! COM ou SEM vocês!

    Lembrete: Este blog continua à disposição dos policiais militares e bombeiros. Quem quiser se manifestar ou desejar mandar informações pode continuar entrando em contato através dos e-mails: johncutrim@hotmail.com e johncutrim@jornalpequeno.com.br ou pelo telefone (98) 8811-9540.

    ResponderExcluir
  50. É possível pacificar a segurança pública do Maranhão
    Parece que o Governo do Estado “pagou” para ver a paralisação da PM e do CBM, no dia 08/11/2011. E acabou vendo. Foi um fato inédito na história das duas corporações militares do Maranhão, que por sinal ocorreu de forma ordeira e pacífica e durou apenas 4 horas, pois os manifestantes aceitaram um acordo para aguardar até o dia 23/11 por uma proposta concreta do Executivo Maranhense.

    Agora, surgem notícias nos blogs de que a Governadora não vai atender às reivindicações dos militares e ainda por cima vai chamar a Força Nacional, ou seja, tudo indica que o Governo pretende “pagar” mais uma vez para ver uma nova paralisação dos militares estaduais. É preferível não arriscar novamente, ou melhor, não pagar o preço de ver, pela primeira vez na história da segurança pública deste Estado, um confronto sem precedentes que poderá resultar em danos físicos e sociais para os manifestantes militares e integrantes da Força Nacional, o que, com certeza, manchará a segurança pública, o governo e o Estado, além de trazer caos à sociedade que paga impostos para ter uma segurança cidadã.

    Isso seria um grande erro político da vida da governadora. Será que o “melhor governo da vida dela” deixará esse triste e desastroso legado para o povo do Maranhão? Não creio que a Chefe do Executivo Estadual vai se deixar levar pela vaidade, o orgulho, a prepotência e a intolerância, pois é tempo de cultivarmos a paz, não a guerra. È tempo de cultivarmos o diálogo, não a intransigência. É tempo de cultivarmos a ordem, não a desordem. É tempo de cultivarmos o amor, não o ódio.

    Enfim, é tempo de o Estado valorizar os seus servidores e permitir que vivam com dignidade. Portanto, prefiro acreditar numa solução democrática e justa que venha ao encontro dos anseios dos profissionais da segurança estadual e ao mesmo tempo permita ao Estado se adequar à realidade orçamentária.

    Acredito, também, no bom senso, na responsabilidade e na capacidade política e administrativa da senhora Governadora Roseana Sarney para resolver essa crise instalada nas instituições militares do nosso maravilhoso e pacífico Estado.

    Um grande abraço a todos!

    São Luís-MA, 18/11 2011

    Manoel Alves da Cunha
    Tenente-coronel do CBMMA

    ResponderExcluir
  51. segunda-feira, 21 de novembro de 2011
    A PROGRAMAÇÃO CONTINUA A MESMA!!!!
    NÃO MUDOU NADA, A PROGRAMAÇÃO CONTINUA A MESMA. FIQUEM EM QAP TOTAL PARA O MOMENTO ESPERADO.


    PARA OS MILITARES DA REGIÃO TOCANTINA - DIA 23/11, ÀS 18h00, NO CLUBE SOCIAL DA ARCSPMIA.


    COMPAREÇAM TODOS!!!!!!


    Obs.: Estamos em São Luis, para onde viemos para uma reunião com o pessoal do Governo, e está se confirmando a falta de respeito para com a nossa classe. A reunião não aconteceu!
    Neste exato momento, estamos iniciando uma reunião com alguns Deputados para apresentarmos um balanço sobre o comportamento desrespeitoso do Governo com as perseguições. Vamos cobrar dele hoje, amanhã vamos ao tribunal de justiça e outros órgãos.
    Fiquem tranquilos, não vamos arredar um centímetro se a anistia de todos não for decretada.
    Postado por ARCSPMIA

    ResponderExcluir
  52. Anônimo disse...

    A PROTEÇÃO DIVINA NÃO SIGNIFICA QUE O CRISTÃO NÃO VÁ SOFRE DANO ALGUM, E SIM QUE TODO SOFRIMENTO,FRUTO DO EMPENHO DE FAVOR DA VIDA,SERÁ RECPMPENSADO E NADA SERÁ PERDIDO.
    É PERMANCENDO FIRME DIANTE DAS DIFICULDADES QUE PROVAMOS A SOLIDEZ DE NOSS FÉ.

    OBS:
    JUNTOS SOMOS MUITO MAIS FORTE. E FORTE VAMOS CONSEGUI O QUE QUEREMOS.
    UNIÃO É O FORTE. ASSIM COMO TODAS AS CATEGORIAS GANHAROM.
    PM e BM PARA SEMPRE!!!

    ResponderExcluir
  53. Ate eles que ganham muito bem. como falam por ai nos jornais e internet. Entram em Greve. e Olha que a Pm e Bm dom ma Não esta em greve não.

    22/11/2011 - 04h25
    Milhares de policiais protestam em Sydney contra cortes em pensões.
    Obs: "Sydney" é uma cidade na Austrália

    Fontes: http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2011/11/22/milhares-de-policiais-protestam-em-sydney-contra-cortes-em-pensoes.jhtm

    Ai vem esse Governo Junto com esse segurança particula da familia Sarney com seus Cmt da Pm e Bm do m. Falando besteira e fazendo Politica nas Tvs.

    ResponderExcluir
  54. Agora lascou de vez para o GOVERNO.
    Era só a Pm e Bm do Maranhão
    Agora Também : Após 60 dias de espera de uma resposta do Governo, delegados da Polícia Civil do MA retomam o movimento Grevista. Vão para Junto com a Pm e Bm.
    e para lasca mais o sevidores da Pormotoria também.
    Falta agora só a SAÚDE de EDUCAÇÃO de novo né?
    e ainda vem com essa que ta tudo bem no ma.
    e a Globo metendo PAU no Governo dos sarneys mais de 40 anos.

    ResponderExcluir
  55. companheiros militars chegou a nossa vez,nada poderá nos deter agora.vamos lutar até o fim e mostrar que temos valor,e que somos parte importante na sociedade e que merecemos ser olhado com mas dignidade.QUE DEUS NOS ABENÇOE NESSA JORNADA.

    ResponderExcluir
  56. EU CREIO QUE SEREMOS VENCEDORES EM NOSSAS REIVINDICAÇÕES,E MOSTRAREMOS O NOSSO VALOR.COM DIZ A FRASE DO NOSSO HINO PELO BEM DO MARANHÃO.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações