quarta-feira, 16 de abril de 2014

Deputados da oposição confirmam o golpe do governo

Blog do Ebnilson   Postado às  18:39   Comentários


Os deputados estaduais Bira do Pindaré, Rubens Pereira Jr e Otelino Neto, confirmaram o que o blog já havia publicado, o golpe do acordo da greve dos policiais militares e bombeiros de 2014.

O deputado estadual Rubens Jr. (foto), usou a tribuna na manhã desta terça-feira (15) para cobrar do governo o cumprimento do acordo. “Infelizmente o governo dá sinais claríssimos que não irá cumprir o acordado. Digo especificamente em dois pontos: Além da ausência de projeto de lei ou medida provisória que garantiria o reajuste da categoria para o ano de 2015, há o descumprimento do primeiro item, que é a anistia ampla, geral e irrestrita do movimento.”( http://www.blogjorgevieira.com)

Os deputados estaduais Bira do Pindaré (PSB) e Othelino Neto (PCdoB) se reuniram com os policiais e os bombeiros militares do Maranhão, nesta terça-feira (15), para debater sobre o cumprimento do acordo entre o Governo do Estado e a categoria.( http://www.al.ma.gov.br)

“Nós não podemos aceitar calados esse desrespeito a essa corporação, que é de suma necessidade para o enfrentamento da criminalidade no Maranhão, as mortes continuam acontecendo dentro de Pedrinhas e a população continua aflita sem proteção por parte do sistema de segurança do Estado, e a corporação sendo tratada com esse nível de desrespeito”, protestou Bira.( http://www.al.ma.gov.br)

Estão querendo vender ilusões para a tropa, para que todos caiam no velho conto do vigário novamente.

O governo é campeão em não cumprir acordo, basta olharmos a greve de 2011 e verificarmos o que não foi cumprido: Carga Horária de 40 horas semanais, Código de ética e Lei de Promoções. 

Agora, alguns ilusionistas, querem implantar promessas de parlamentares com Historia da Carochinha paciência, ninguém é tão tapado assim. Os militares do Maranhão após duas greves, gozam de um grande senso crítico para discernir o verdadeiro do falso. O tempo das trevas e da ignorância são favas do passado, a tropa tornou-se consciente e saberá muito bem separar o trigo do joio.    

Crê que o governo vai cumprir o acordo é mesmo que acreditar no saci Pererê, Mula Sem Cabeça e Currupira que não passam de lendas.



Bombeiros da Capital, comemoram 20 anos salvando vidas no Estado

Blog do Ebnilson   Postado às  18:28   Comentários
Banda Ébanos 
Na tarde de hoje (16/04), os militares do Corpo de Bombeiros do Maranhão(CBMMA) comemoraram 20 anos de serviço prestado na Corporação. No ano de 1994, esses bravios homens ingressaram no CBMMA.
TC Spindola e Cel. Vanderley
A festa foi organizados pelos próprios militares no Clube da CAEMA(Companhia de Aguá e esgoto do Maranhão) em São Luís.

Estiveram presente os oficias o Alto Comando da Corporação: Cel. Vanderley, Comandante Geral, Cel. Roberto(Diretor de Apoio Logístico), Cel. Dione e outros oficias dos Bombeiros. A festa foi articulada e organiza pelo Cabo Mendonça(diretor da ASSEPMMA) com o apoio do Comandante Geral do CBMMA.
Sgt Jean Marry
Com uma feijoada gostosa, churrasco, refrigerante e muita cerveja os bombeiros /94, se congratularam com os companheiros de longas datas. 

Á animação ficou por conta da Banda Ébano do Cabo BM e vocalista Eduardo. 
Cb Eduardo, vocalista
O blog deseja a esses homens que salvaram muitas vidas ao longo destas duas décadas no Maranhão, muita felicidade e que Deus possa sempre está com vocês. Por que foram anos de vitória, construção, amizades e sobretudo respeito com seus pares, subordinados e superiores hierárquicos. 

Quem venham os 30 anos com bastante saúde. 

Blog deseja a todos os bombeiros militares do Maranhão de 1994 muitas felicidades.    

 Fotos da festa















Aprovada a lei dos 5 anos, fim da Lei do Cão

Blog do Ebnilson   Postado às  16:28   Comentários

Em fim, foi aprovada a tão esperada revogação da Lei Complementar nº 73/04 , ou a lei dos 5 anos na função e para melhor caracteriza, a Lei do Cão. 

A proposta foi fruto das reivindicações das Associações militares junto aos Comandos Militares das Corporações: Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

O governo do Estado do Maranhão publicou no diário oficial do dia 08/04. A chefe do executivo sancionou a nova Lei que altera a redação original.

A partir dessa publicação não serão mais consideradas, para efeito de cálculo e pagamento dos proventos de aposentadoria, a remuneração decorrente de promoção sobre as quais não houver contribuição previdenciária, desta forma não sendo mais necessário que policiais e bombeiros militares permaneçam pelo menos cinco anos de serviço ativo no último posto ou graduação a que foram promovidos. (http://www.pm.ma.gov.br)

Com o fim da Lei do Cão, esperado por centenas de militares, muitos que aguardavam com esperança sua aposentadoria poderão agora de fato irem para casa e curti com sua família o tão sonhado aposento.

As informações que chegaram ao blog, dão conta que mais de 400 policiais militares de imediato já vão para reserva remunerada.

Há outra dúvida que paira no ar. Muitos militares nos têm questionado se essa mudança beneficiará os que já foram para reserva ou reforma. Há muitos casos que militares foram despromovidos em virtude da legislação vigente. Ex: 3º SGT voltaram a receber o soldo de cabo e por aí vai.

Vamos explicar esse questionamento com uma análise baseada na doutrina jurídica nos próximos pôsteres.

OBS: Pedimos desculpas aos internautas que a matéria deveria ser publicada desde ontem(15/04), mais por alguns problemas de ordem pessoal, atualizamos o blog agora.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Governo não honra termo da greve com Militares

Blog do Ebnilson   Postado às  13:08   13 Comentários

O blog já vinha fazendo algumas analises do descumprimento por parte do governo do Estado. O possível não cumprimento do acordo, que pois fim a greve dos policiais militares e bombeiros no dia 04/04, confirmou-se na manhã de hoje(15/04), quando não foi enviado para Assembléia Legislativa a mensagem do executivo, haja vista que o prazo findou-se e a lei eleitoral proíbe qualquer vinculação com aumento salarial. 

No acordo da greve de 2011 aconteceu também a mesma situação, nunca foi cumprido em sua totalidade, salvo, as reposições salarias. 

Sem o cumprimento do acordo não haverá: Anistia e escalonamento vertical. Sobre a carga horária das 40 horas semanais e Mesa Paritária ao meu vê, forram desnecessários incluírem na pauta, mesmo por que esses dois itens já  estava no acordo da greve de 2011 e precisavam apenas exigir o cumprimento, mais isso é outra história.

Acredito que o grande ganho desta greve seria o Escalonamento Vertical, inclusive aqui colocamos as tabelas do possível aumento para 2015, todavia tudo não passou de promessas.

Está rolando das redes do Whatssap, que o deputado Roberto Costa havia dito para algumas lideranças militares, que a carga horária  das 40 horas semanais foi dado entrada  na data prevista do orçamento de 2015  e que até julho seria a vez do escalonamento vertical.

Opinião do blog

Temos que encarar a realidade, o governo passou talco em todo mundo e não vai cumprir o acordo, isso é fato. Essa conversa que a carga horaria será enviada e incluída no orçamento é papo furado. O prazo terminou e a lei eleitoral veda qualquer aumento pecuniário nesse período. Se o governo realmente quisesse teria mandado a mensagem até ontem, todavia não mandou. basta vê o diário oficial da Assembléia para saber que não tem nada previsto, como que será incluído no orçamento? 

Sabemos que na greve de 2011 no dia 08/11, o deputado Manoel Ribeiro querendo acabar com a greve prometeu fundos e mundos e depois do dia 23/11 escafedeu-se para nunca mais se pronunciar. O governo o desautorizou a falar em seu nome, resultado fomos enganados e a greve foi deflagrada no dia 23/11. 

Agora vem o deputado Roberto Costa, tentando fazer todos acreditarem novamente que haverá a inclusão das propostas no orçamento. O blog conversou hoje (15/04), com um parlamentar da base governista e perguntou a ele se seria possível a inclusão de alguma proposta dos militares, ele foi bastante categórico em dizer que "não há mais tempo, a lei eleitoral proíbe". E falou ainda, que "o dep. Roberta Costa não representava à Assembléia Legislativa nas negociações, somente o presidente da Assembleia Legislativa que seria o legítimo representante legal", por tanto o parlamentar não tinha autorização para negociar em nome do parlamento estadual. Inclusive o deputado governista que falou com o blog, disse isso para algumas lideranças militares que o procuraram.

Não sejamos inocentes em acreditar em políticos que nunca representaram os interesses da categoria.

Agora, quem quiser acreditar fique a vontade. Espero que o blog esteja totalmente equivocado, pois com certeza faremos uma retração pública, mais por enquanto as evidencias nos levam a crer o contrário. 

Vou fazer igual a São Tomé, só acredito vendo. 
 







Está cheirando pizza com cheiro de chocolate

Blog do Ebnilson   Postado às  06:20   17 Comentários


Como havia anunciado, não foi enviada nenhuma mensagem do governo para as propostas do escalonamento vertical e carga horária de 40 horas até o dia de ontem (14/04) para os policiais e bombeiros militares do Maranhão.

No diário da Assembléia Legislativa do dia 14/04, a única coisa que tem é apenas uma indicação do deputado Roberto Costa pedindo em caráter de urgência ao governo do Estado a regulamentação das 40 horas semanas dos militares. 

O que não dar para entender é o porquê o parlamentar também não solicitou em regime de urgência ao executivo o escalonamento vertical, já que o mesmo havia se comprometido em ser esse elo de ligação entre governo e militares. 

Falamos no pôster anterior que o prazo encerrou-se ontem, para mandar qualquer proposta pertinente á aumento salarial.

Findado o prazo o que se fará agora? A respostas com os líderes do movimento. 

Diário da Assembléia Legislativa-14/04/2014

INDICAÇÃO Nº 109 / 14

Senhor Presidente,

Na forma regimental, requeiro a Vossa Excelência que, após ouvida a Mesa, seja encaminhado expediente a Exma. Senhora governadora do Estado do Maranhão, Roseana Sarney, solicitando-lhe que determine providências no sentido de dar início ao processo de regulamentação da carga horária de 40 horas semanais para policiais e bombeiros militares conforme acordo firmado com o Governo do Estado.
Plenário Deputado “Nagib Haickel” do “Palácio Manoel Bequimão”, em 09 de abril de 2014. - Roberto Costa – Deputado Estadual
NA FORMA DO ART. 146 DO REGIMENTO INTERNO, O SR. PRESIDENTE DETERMINOU O ENCAMINHAMENTO DA PRESENTE INDICAÇÃO.(http://www.al.ma.gov.br)

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Último dia do prazo, até agora só promessas

Blog do Ebnilson   Postado às  10:58   11 Comentários

Hoje completa os 10 dias do fim da greve da PM/BM. 

Conforme está previsto no acordo que deu fim a paralisação no dia 04/04, o governo teria 10 dias no máximo, a contar do fim da greve, para enviar ao parlamento estadual uma proposta em caráter de urgência sobre o escalonamento vertical e a carga horária de 40 horas.

O prazo encerra hoje(14/04), após essa data ninguém poderá fazer mais nada devido as vedações da lei eleitoral.

O blog obteve a informação de um parlamentar que o governo não mandou ainda nenhum proposta para Assembléia Legislativa. 

Ainda há uma esperança, na tarde de hoje, o parlamento irá se reuni para mais uma sessão ordinária da casa, possa ser que ainda o governo mande alguma coisa. 

O deputado Roberto Costa, comprometeu-se com a categoria de ser esse elo entre governo e militares para agilizar a proposta. Vamos vê realmente se esses políticos tem palavra. 

O blog ficará até os últimos minutos atentos se realmente essa proposta chegará ou não na Assembléia Legislativa. 


domingo, 13 de abril de 2014

Marcha da PEC 300 em Brasília: Convocação aos Policiais e Bombeiros do Maranhão

Blog do Ebnilson   Postado às  05:34   3 Comentários
Policiais e Bombeiros do Brasil, 

O Governo Lula e Dilma, ambos do PT, são os grandes responsáveis pela não aprovação do Piso Salarial Nacional para os policiais e bombeiros. Estamos sendo enrolados há 6 anos. Quem pôde acompanhar todos esses anos viu que somente com nossa mobilização o Piso foi aprovado em primeiro turno.

Agora, às vésperas de maior evento esportivo mundial, precisamos nos mobilizar novamente para enfim aprovar o Piso em segundo turno e dar justiça aqueles que dedicam suas vidas pela segurança da sociedade brasileira.

Este talvez seja a nossa última chance e precisamos agarrar com unhas e dentes essa oportunidade.

Precisamos de sua mobilização. Cobre de sua associação de classe a cessão de ônibus para o evento. Caso não queiram, vamos a luta e tente de outra forma. Infelizmente a grande maioria das associações estão do lado do governo, mas juntos somos mais fortes!  Faça sua parte, passe uma lista em seu batalhão, Cia, pelotão ou destacamento daqueles que podem ir a Brasília e de posse dela corra atrás do transporte.  Não será fácil mas não é impossível. Sem luta não há vitória!

Precisamos do maior número de policias e bombeiros para marchar sobre Brasília e mostrar a este governo que estamos dispostos a lutar para ver justiça aos defensores da nação.

Contamos com você no dia 27 de Maio as 10:30 em frente a Catedral de Brasília

Rumo a Vitória!

Agora é tudo ou nada!

Almança
Editor PEC300.COM

sábado, 12 de abril de 2014

A perda de um amigo, Soldado Idelfonso

Blog do Ebnilson   Postado às  09:45   Comentários
CFSD 2001 3º BPM (Arquivo Pessoal), o que está marcado é o Idelfonso 


Na última quinta-feira (12/04), perdemos um amigo de longas datas o Soldado Idelfonso. A notícia nos foi repassada por um parente nosso, no momento estava no serviço, quando fui informado do ocorrido. Então não quis acreditar que tinha perdido mais um irmão de farda e um amigo de verdade. Todavia, infelizmente a notícia era verdadeira e quando vi as imagens pela internet do amigo tombado deixou-me consternado e com um grande aperto no coração, pois sabíamos que o irmão foi-se embora para sempre.

Aqui gostaríamos de nos reportar sobre a vida deste amigo, sabemos que esse crime tem uma relação com outro no qual não iremos nos ater nesse momento e infelizmente nesse desfecho trágico duas vidas foram ceifadas, mais não entraremos nessa questão, por que sabemos que o juízo chegou para ele de forma trágica.  O caso está nas mãos da polícia e da justiça para responsabilizar o homicida no qual interrompeu a vida do nosso irmão.
Sd Idelfonso
Idelfonso, o conhecemos no CFSD (Curso de Formação de Soldado) 2001 em Imperatriz no 3º BPM (Batalhão de Polícia Militar). A turma de 2001 foi bem eclética na formação, pois nesta tinha vários companheiros militares advindos de outras forças. Tinha ex - militares das Polícias do Pará (Sd Ribeiro, já falecido), Pernambuco (Sd Alexandro), São Paulo (Sd Charles), Tocantins(eu e sd Mesquita que fomos também contemporâneo da mesma turma do CFAP em 1998 em Palmas), militares do exército (50º BIS) em Imperatriz, Sgt Nogueira(Idelfonso), Cb Cleudes Felix, Sd,s Reginaldo, Wilke e ainda tinha alguns reservistas, o saudoso Sd,s R.Lima (morto em combate), Lucas e Vieira(Tenente Temporário). 

No grupo do 50º BIS (Batalhão de Infantaria e Selva) estava Idelfonso que era Sargento temporário do Exército brasileiro (EB), o seu nome de guerra era Nogueira. Essa turma do EB, vinha totalmente preparada nos macetes da caserna e principalmente no preparo físico, quem serve o Batalhão de Selva sabe que por lá o condicionamento físico é bastante exercitado. 

Ele vinha com todo gás, um dos meus irmãos (Edmilson) havia servido na época dele no EB. Ele sempre dizia que o Sgt Nogueira era caxias e recruta ele não perdoava, botava para ralar e sugava até a alma. 

Geralmente os sargentos temporários no 50 BIS, tomam de conta desses conscritos e recrutas recém chegados ao batalhão. 

Inclusive um dos alunos da turma do EB, foi seu recruta no tempo de exército, não me recordo quem teria sido, acredito que foi o Sd Lucas. Dizia-se que ele o fez comer uma cabeça de passarinho crua. Isso se espalhou rapidamente no nosso meio e foi bastante engraçado, haja vista que o mundo da muitas voltas e os dois se encontrava no mesmo ambiente comungando da mesma situação. Só que Lucas era mais antigo, mais os fatos ficaram tão somente na brincadeira. 

Idelfonso tinha uma estatura pequena, falava meio com os dentes cerrados, inteligente, crítico e com uma boa visão e perspectiva de futuro. No seu interior era uma grande pessoa. Os tempos de EB ficaram incrustados na sua conduta, moral e comportamento. Ele tinha uma vida exemplar e foi um bom policial militar, pois trazia os ensinamentos da caserna advinda do Exército.

Lembro-me bem, assim que se iniciou o CFSD, a sua fama espalhou-se no alunado e também no comando do batalhão que na época o comandante era o Cel. Melo, e o Sub-Comandante o capitão Pereira(Hoje Tenente Coronel comandante do 9º BPM em São Luís). 

Espalhou-se como pólvora a notícia que Idelfonso havia dito entre militares antigos, algo como o curso estivesse fraco ou coisa semelhante. Lembro-me bem, que assim que chegou ao conhecimento do Capitão Pereira, a coisa fedeu, de imediato o oficial chamou os ex-militares do exercito e alunos da PM em sua sala e deu aquela velha e inesquecível pressão. Resultado, todos foram penalizados. Em pleno pátio do Batalhão fomos pagar o velho e bom rala, os termos pagar e rala designam na caserna militar algo parecido com uma prenda, só que de maneira mais rigorosa. Todos os alunos pagaram em posição de flexão a “garota nacional”, uma espécie de flexão de braços, porém com os cotovelos no chão e as mãos no queixo. Eu como já maceteado de um outro curso na PM do Tocantins, fiz o exercício nas manhas sem colocar direito os cotovelos no chão. Curso militar qualquer que seja, você tem que ser safo e esperto para não ralar ou bisonhar, caso contrário os “voadores” vão sofrer como sovaco de aleijado. 

Bem, voltando a situação da inesquecível “garota nacional”, alguns alunos paisanos de natureza não aguentaram a pressão e foram reclamar para o comandante do Batalhão, que de imediato afastou o oficial de qualquer instrução com os alunos. Essas coisas de curso ficam marcadas para sempre em nossas mentes e são boas lembranças. 

Idelfonso, no curso sempre foi dedicado, ele sentava-se na frente típico de alunos estudiosos. Ele era muito dedicado nos estudos e não foi atoa que ele ficou entre os primeiros lugares do CFSD 2001.

Em uma das aulas de instrução, na disciplina Polícia Comunitária ministrada pelo Cel. Melo, não sei como, mais surgiu um apelido para o Idelfonso. O Sd Almeida muita brincalhão, o chamou de “Nós”, fazendo uma alusão a uma aula do cel. Melo, salvo não estou engando foi em um das aulas que o Idelfonso ficou repetindo algumas palavras do comandante e entre elas seria o “nós”, e por isso ficamos o chamando de “Nós”. Talvez não tenha muito sentido, mais ficou assim conhecido pelo menos por mim e pelo Almeida. 

Ele foi um grande amigo, tivemos por diversas vezes conversando enquanto servíamos ainda em Imperatriz. Não me recordo se alguma vez trabalhamos juntos, creio que não. Sempre fui policial mais de posto fixo, a operacionalidade quem me conhece nunca foi meu forte. Já ele, sempre foi operacional e bom de serviço, as  vezes elétrico e afoito de mais. 

Na vida militar ele foi alvejado nas costelas em operação policial, no qual resultou um afastamento total do serviço, chegando quase a se reformar. Mais retornou novamente para o serviço, até onde sei,  ele já não era mais o mesmo,  devidos aos problemas de saúde.

Na sua vida militar tinha um grande sonho e vontade de ser oficial da PM-MA, por diversas vezes ele tentou fazer o CFO(Curso de Formação de Oficiais), porém nunca logrou êxito, talvez faltou um pouco mais de dedicação ou perspicácia. A última conversa que tivemos com relação ao CFO, falou-me que tinha desistido, por que no último que fez, ficou frustrado com o resultado. No ano posterior resolveu mudar o foco, e fez o vestibular para geografia na UEMA(Universidade Estadual do Maranhão) em Imperatriz e dessa vez foi aprovado.

Como aluno universitário em algumas conversas com que tivemos pude perceber que sua visão realmente havia mudado, por conta dos conhecimentos teóricos da academia.

No ano de 2008, quando havia sido transferido para São Luís, perdi o contato com ele, porém as vezes que nos encontrávamos era esporadicamente no 3º BPM. Em um desses encontros foi no ano de 2012, nas eleições municipais. Basicamente havia permanecido por três meses na cidade para ajudar a campanha de vereador do meu outro irmão de sangue, Sgt Ebenesio. E o encontrei por diversas vezes no batalhão e pudemos conversas sobre várias temáticas inclusive política na caserna.

Gostava muito de conversar com ele, pois tinha uma visão bastante aguçada de mundo e principalmente das mazelas do militarismo. Quem o conheceu na PM-MA, jamais imaginaria que ele teria sido aquele sargentão carrasco no EB. 

Após esses encontros só tive notícia dele pelos noticiários, dando conta da ocorrência que aconteceu no fatídico assassinato de sua cunhada. Ao receber a notícia ficamos chocados com o ocorrido, pois na minha mente jamais imaginaria que isso teria acontecido com o Idelfonso. Sempre foi uma pessoa bastante centrada em suas atitudes, comportamento ilibado e com uma personalidade e caráter digno de qualquer militar de boa conduta. 

Não sei as circunstancias do fato, como dissemos anteriormente não nos reportaremos a esse fato, todavia a sua vida acabou naquele momento. Pouco tempo depois cerca de quase um ano foi preso e ficou a disposição da justiça na prisão do 3º BPM.

Em uma ida nossa ao batalhão fomos visitá-lo, salvo não estou engando isso aconteceu no mês de dezembro de 2013, essa seria a última vez que conversarmos e vimos o nosso irmão.  Tinha a informação que Idelfonso não estava bem de saúde, apresentava problemas psicológicos. A minha primeira impressão quando o avistei depois de alguns anos, foi de um Idelfonso deprimido, aparentemente com problemas psicológicos, as vezes não falava coisa com coisa. Tivemos uma conversa de pelo menos 20 minutos na cela. Não quis entrar em detalhes do acontecido e nem tão pouco indaga-lo o porquê de tal atitude. Apenas perguntamos como estava e se tinha uma assessoria jurídica lhe acompanhando. Disse-me que "não sabia de nada e que não estava nem aí mais para nada". As palavras soariam com bastante preocupação, pois notei que realmente o velho amigo não estava em plena faculdades mentais. O vi sentado, lendo um livro que não me recordo qual era, de boné do exército, cabelos grandes e totalmente barbudo. Sua feição parecia realmente de uma pessoa que não estava bem. As últimas palavras que ouvi de sua boca, foram: "Não precisava de nada, e que deixassem as coisas acontecerem que tudo o que viesse não lhe importaria mais". 

Confesso que sai preocupadíssimo de lá, pois tinha certeza que aquele não era o Idelfonso no qual conhecíamos. 

Ele nutria um grande respeito por mim, sempre me considerou muito. Ao vê-lo daquela maneira e sua vida destruída pelos fortuitos, sabíamos que o amigo teria naquele momento em diante, dias de tribulação durante toda sua vida.

Sua situação estava tão preocupante que a própria justiça o liberou para o cumprimento da prisão no seu domicilio, infelizmente isso o levou a perda de sua vida. Teria sido bem melhor que tivesse permanecido preso, pois sua vida estaria preservada, mais não aconteceu, sua vida foi ceifada covardemente.

Aqui encerramos nossa pequena e singela homenagem ao nosso amigo, irmão e parceiro Idelfonso. Que Deus possa colocá-lo em um bom lugar.

Sgt Ebnilson


sexta-feira, 11 de abril de 2014

Estado de emergência acabou sem que presídios fossem construídos

Blog do Ebnilson   Postado às  03:27   1 Comentários

superlotação presídios DIV Estado de emergência acabou sem que presídios fossem construídos
Presídios do Maranhão estão superlotados; presos reclamam de falta de estrutura e  insalubridade em celas
Passado o fim do prazo estipulado pelo governo do estado para a construção de dez novos presídios no interior e um na capital que atenuariam a crise no sistema prisional do estado, nenhuma unidade foi inaugurada. A construção dos presídios que seria iniciada dez dias após o decreto do estado de emergência, com dispensa de licitação, apenas integra a lista de promessas do governo Roseana Sarney (PMDB).
Em 10 de outubro de 2013, o governo do estado decretou o estado de emergência prometendo construir onze unidades prisionais para sanar a crise carcerária no estado. Em janeiro, ainda mais agravada a crise de segurança no Maranhão, o governo do estado firmou compromisso para implementar onze medidas organizadas pelo Comitê Gestor de Ações Integradas para a resolução da crise no sistema penitenciário.
Passados os 180 dias estipulados em outubro, com 62 assassinatos com requintes de crueldade nas unidades prisionais do estado, ataques a ônibus e delegacias, execução de policiais e um cenário de efervescência crescente na violência do estado, o governo ainda não inaugurou os presídios.
Foto 2 Sejap centro de monitoração eletrônica Estado de emergência acabou sem que presídios fossem construídos

A última informação oficial do governo estado sobre a construção dos presídios versa de 19 de março de 2014. Nesta data, o governo divulgou release informando que “o Presídio de Segurança Máxima, que está sendo construído em São Luís e que, segundo o secretário, deve ficar pronta em setenta dias, garantirá 479 novas vagas ao sistema”. As publicações oficiais, no entanto, não relataram nada sobre o andamento da construção das unidades do interior do estado.
Se estivesse concretizada a promessa da governadora de entregar as unidades prisionais, seriam criadas 2.326 vagas nas penitenciárias do estado. Os presídios seriam construídos em cidades como Imperatriz, Bacabal, Coroatá, São Luiz Gonzaga, Timon e Pinheiro. Questionada sobre o andamento das obras no interior do estado, a Secretaria de Comunicação do Estado não enviou respostas à nossa redação.

Fonte: http://www.maranhaodagente.com.br/page/2/

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Policial militar é assassinado a tiros na Vila Lobão

Blog do Ebnilson   Postado às  09:42   5 Comentários
Sd Idelfonso 


Idelfonso Nogueira é acusado de te matado a cunhada e estava em liberdade.


IMPERATRIZ – Em menos de 24 horas três homicídios foram registrados em Imperatriz. O Policial Militar Idelfonso Alves Nogueira , 35 anos foi assassinado, agora a pouco, a tiros na porta de sua residência na Rua São Francisco no bairro Vila Lobão.


Policial Idelfonso Alves Nogueira foi morto no fim da manhã desta quinta-feira(10).(Foto: Diana Cardoso/ Imirante Imperatriz)

De acordo com informações da polícia, o suspeito de cometer o assassinato foi o ex-cunhado da vítima, identificado apenas como Jailson. O acusado teria chegado num motocicleta e realizado os disparos. Logo em seguida fugiu na moto da vítima.


O policial não teve tempo nem de tirar o capacete.(Foto: Diana Cardoso/ Imirante Imperatriz)

A polícia informou, ainda, que Idelfonso era suspeito de ter matado a cunhada dele, a técnica em enfermagem Jaqueline Amorim, há cerca de dois anos. Ele passou um tempo preso, mas, estava em liberdade.

O crime atraiu dezenas de curiosos ao local.(Foto: Diana Cardoso/ Imirante Imperatriz)

Idelfonso estava afastado da Policia Militar por determinação da Justiça por apresentar problemas mentais.

Back to top ↑
Acompanhe o blog nas redes sociais

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Nosso arquivo

Visitantes online

Quem sou eu

Minha foto
Sargento da PM-MA, Professor e Historiador.
© 2013 O PORTA VOZ DOS MILITARES. WP Mythemeshop Converted by BloggerTheme9
Desenvolvido por PM Costa. | Distributed by Rocking Templates Proudly Powered by Blogger.