Últimas noticiais: Por um fio greve dos Policiais Militares e Bombeiros não foi deflagrada em São Luís, Nasce em São Luís a UMI



 Assembléia Geral

Na noite de ontem (13/03) em Assembléia Geral, mais  600 policiais militares e bombeiros da região metropolitana de São Luís, lotaram a FETIEMA com o objetivo de deliberar os rumos da categoria.

Como já havia uma agenda de negociações feitas pelas associações e com uma data para a resposta do governo do Estado dia 19/03 e uma Assembléia Geral marcada para o dia 20, os militares decidiram respeitar e aguardar os referidos dias.

Nasce em São Luís a UMI (União dos Militares Independente)

A UMI mostrou ontem sua cara, um grupo de militares entre eles veteranos da greve de 2011, articularam uma grande mobilização e deram um show de organização. Até então não se sabia quem eram eles, todavia na assembleia geral eles se apresentaram e vieram com toda força, principalmente pelo desgaste da ASSEPMMA(Associação dos Servidores Públicos dos Militares) que foi totalmente ultrajada na noite de ontem. O seu diretor Geral, Cb Mendes, foi recebido com um sarava de vaias por todos os militares presentes.

A entidade que em 2011, foi símbolo da luta e resistência tornou-se ao longo dos 3 anos uma associação marcada pela divisão e  apatia causando uma desconfiança entre os militares da capital. O triste fim da entidade que construímos foi deplorável na noite de ontem.

A UMI, não tomou partido, mostrou liderança entre a tropa e comandou toda a reunião. De iniciou houve um clima tenso entre eles e as associações, porém prevaleceu a prudência e todas as associações da capital e interior ficaram na mesa e falaram das negociações.

Tudo indica que o novo movimento não reconhece mais nenhuma entidade da capital,  o movimento deixou bem claro que a partir da quele momento eles seriam os representantes legais dos militares da capital, embora ainda não legalizados mais sobretudo com uma total legitimação dos policiais e bombeiros presentes.

Isso vai ser um pepino grande para as associações da capital descascarem, o fato é que essas novas lideranças mostraram a que veio e o que querem, lutar pelas causas militares.

 Com bastante habilidade conduziram a reunião, após o encerramento decidiram fazer uma carreata até o palácios dos leões.

O blog faz uma avaliação positiva da reunião, imperou a prudência e cautela para se aguardar o dia 19/03. Acredito que o governo não vai pagar para vê novamente a força dos militares do Maranhão, as associações do interior estavam tão somente aguardando uma decisão da capital. 
Lideranças do UMI












Dia 20 vai ser o dia D

Comentários

  1. Divulga aí os objetivos da "UMI" e como participarmos mais ativamente, quem são e o que querem. Estamos juntos....

    ResponderExcluir
  2. Prenderam o sd Leite, agora a pouco, ele ja esta no manelão, alguma coisa tem que ser feita..

    ResponderExcluir
  3. Não adianta ter caráter com quem não tem. Por aceitarmos esperar até dia 19, o que nos deram em resposta. Prisão do nosso irmã, o Leite.

    ResponderExcluir
  4. U M I - ESSA VEIO PRA FICAR DEPOIS DA PARALIZAÇÃO DE 2011 A POLICIA NUNCA MAIS FOI A MESMA, PERDEMOS O MEDO, SÓ TINHAMOS OBRIGAÇÕES E DEVERES, AGORA SABEMOS DOS NOSSOS DIREITOS, E VAMOS PRA CIMA DELES, AQUI EM IMPERATRIZ TAMBEM SE REUNIR-MOS TEVE A PRESENÇA DE APROXIMADAMENTE 400 POLICIAIS E BOMBEIROS. MESMO SEM A PRESENÇA DO PRESIDENTE, A - U M I - AQUI EM IMPERATRIZ ESTÁ BEM REPRESENTADA, COLOCAREMOS VARIOS CARTAZES EM OUTDOORS AINDA HOJÉ OPERAÇAO LEGAL, NÃO VAMOS RETROCEDER NEM UM MILIMETRO DESSAS PROPOSTAS, JUNTOS SOMOS FORTES

    ResponderExcluir
  5. Acho muito boa a iniciativa da organização da UMI de forma emergencial para a situação que a PM vem passando. No entanto, me preocupa o fato de que mais uma vez, temos um grupo que não foi eleito para representar toda uma categoria de servidores públicos. Espero que não venhamos a observar mais uma vez, a formação de uma panelinha que na primeira oportunidade de obter vantagens particulares abram mão da causa. No mais, pra frente é que se anda!!!!

    ResponderExcluir
  6. Meus amigos dia 20, nao vai dar em nada,pois na noite de ontem o sd leite de timon foi preso, e todos os deus direitos foram violados pelo gov.pois apesar de sermos militares somos funcionarios publicos esteduais,e isso nos dar o direito de lutarmos pelo melhor para nossa familia.vamos parar e so sair dos quarteis quando o governo parar de nos tratar como a classe inferior do estado,pois a nossa governadora esta muito enganada com a classe,hoje a maioria dos policiais ja tem ou estao cursando um nivel superior,acabou se o tempo que somente oficial e que tinha o terceiro grau.

    ResponderExcluir
  7. A PMMA caminha a passos largos rumo a uma nova era onde a opressão daqueles que nos esmagavam não é mais capaz de calar uma classe que desde de 2011 perdeu o medo das ameaças e intimidações do Estado. Chega de sermos tratados como subclasses abaixo de direitos e garantias fundamentais garantidos pela Constituição Federal de 88.

    ResponderExcluir
  8. o presidente de imperatriz estava na luta em são luis

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações