O equívoco do Blog do Luiz Cardoso com relação aos PMs novatos


Termo de Compromisso MP e PM

O blogueiro e jornalista, Luis Cardoso, postou em seu blog uma matéria com o seguinte título “Novatos querem fazer da PM bico”. Ele diz que “Boa parte do pessoal que ingressou agora na PM pela via do concurso público quer fazer da Polícia Militar do Maranhão um bico”. Fala ainda que “Uma turma alega que está fazendo faculdade e, por isso, não pode cumprir sua jornada de trabalho ou as escalas previstas dentro do que foi estabelecido”. E por último afirma: “Quem se habilitou ao concurso sabia das regras e do estatuto da PM. Sabe que tem que trabalhar, enfrentar riscos, combater a violência e o crime. Sabia perfeitamente que alugou a bunda para não ficar sentado”, diz o blogueiro.Vê a matéria completa Aqui.

O blog do Luiz Cardoso é um dos maiores do Maranhão não resta dúvida, admiro o seu trabalho e sou até seu leitor de carteirinha. Aqui não vamos entrar nas questões pessoas ou coisa parecida, apenas o assunto aqui abordado é de interesse deste blog. Quando a temática é os militares do Maranhão, temos legitimidade e autoridade para falarmos. Vamos contrapor alguns do argumento do Blogueiro.

Primeiramente, ele se reporta a questão que alguns militares novatos tem feito da PM um bico. O blogueiro apesar de ter um bom trânsito entre os militares e principalmente entre a oficialidade, deixou bastante claro sua tendenciosidade.

O fato de os militares reivindicarem o direito de estudar, isso não quer dizer que os mesmos estão fazendo da PM um bico, pelo contrário. Em qualquer órgão público há uma valorização e um incentivo para que os funcionários busquem uma qualificação, mesmo por que essa busca vai somar no seu dia a dia. Quantos e quantos profissionais hoje a PM dispõem com nível superior? O número de militares com nível superior na da Corporação tem aumentado nos últimos anos.

É bem verdade, que muitos têm deixado a instituição por falta de uma política de valorização dentro da caserna, a exemplo alguns capitães deixarão a PM para ingressarem na Polícia Civil com delegado, isso é fato. A evasão na PM é preocupante principalmente das praças, que estão deixando a Corporação para outras instituições. 

O direito de estudar é um bem garantido pela própria Constituição, não se pode tolher esse direito de ninguém.

A PM não é formada por analfabetos como eram no inicio do século passado. Nos primórdios o que valia era a força física e os braços para ingressarem na instituição, hoje as coisas mudaram. Para termos uma ideia tivemos mais de 50 mil inscritos no último concurso da PM e boa parte desse pessoal com nível ou cursando o ensino superior.

Os PM,s estão buscando uma qualificação profissional quando entram na Universidade, pois é através dela que a mentalidade na Corporação está se modificando, com militares esclarecidos, cultos e com um boa noção de conhecimento de mundo para servir melhor a sociedade.

Claro que não estou dizendo que os militares tem que deixarem de forma aleatória o serviço para irem para faculdade, não é isso. Mais que haja sim, uma adequação nas escalas de serviço para os PM,s que cursam o nível superior. Infelizmente comandantes de unidades não estão olhando por esse lado. O tempo do cabresto já acabou, não se pode mais negar o que já é uma grande realidade na caserna, no qual há uma peregrinação dos policiais militares para as instituições de nível superior.

A PM deveria dar graça a Deus que os militares estão procurando a faculdade para se qualificarem. Faz-se necessário que encontrem uma maneira para que comandos e subordinados possam resolver essa problemática.

Tenho plena certeza e convicção que os PM,s não se opõem a pagarem os serviços posteriormente em uma escala extra, para que possa compensar as faltas durante a semana. Tenho conversado com vários militares sobre essa questão e todos são a favor da compensação.

O Que falta é a busca do diálogo entre comandantes e subordinados para resolverem essa questão.

Há um termo de compromisso entre o Ministério Público e a PM(Vê Aqui) para solucionar essa questão. Vejam abaixo o termo.

Nobre e caro blogueiro, estudar é um direito de todos, os militares são cidadãos também com todos os direitos e garantias.

Esses velhos jargões e frases feitas de alguns comandantes está fora de moda e perdeu-se no tempo.

A tropa a cada dia tem buscado o ensino superior, não há como mais mudar essa realidade, pela força viu-se que não terá efeito. Insisto é uma situação que se poder conversar e usar o diálogo para resolver. 

Nem a PM, nem os militares e muito menos a sociedade pode ficar prejudicada com intolerância de alguns. 

(Extraído do Termo de Compromisso, datado de 17/04/2007)




Comentários

  1. Quando é que a PM/MA valorizou em suas fileiras aqueles que estudam, agregam valores e ultrapassam a competência das suas atribuições legais? NUNCA! Ainda mais praça que, historicamente, não é pago para pensar (como muitos oficiais dizem). Minhas palavras não são levianas, mas fundamentadas em experiência própria de 8 anos servindo a corporação e sem me acomodar um minuto sequer. Até concordo com suas aspirações de mudanças e melhorias, mas sinceramente não vejo como. Ademais é fato que NÃO EXISTE INICIATIVA NA INSTITUIÇÃO QUE JUSTIFIQUE UMA FORMAÇÃO EXTRA-PM, situação que faz, principalmente o praça, buscar aprimoramento paralelo, cair fora da "briosa" ou reduzi-la a bico mesmo. Quer exemplo prático: professores do Colégio Militar Tiradentes são licenciados e alguns pós graduados. Recebem algum incentivo da PM por isso? Só "serviço extra" no fim de semana, como se lecionar não fosse um trabalho árduo e cansativo. Será que vai mudar algum dia? Desejo que sim. André Braga

    ResponderExcluir
  2. Se ele tivesse alguma formação saberia primeiro que em jornalismo se pesquisa antes de falar bobagens, que a CF de 1988 diz que a educação é direito de todos, dever da família e do estado. Que a LDB de 1996 diz exatamente a mesma coisa.

    Deveria saber que quanto mais se estuda mais se pode discernir entre o que é certo e o que é errado e que profissionais com mais estudo (formação continuada) são os que o mercado procura e na PM se todos tivessem uma formação superior muitas das atrocidades cometidas diariamente nas ruas do país poderiam ser evitadas.

    Saberia também que países onde se tem maior formação não há (ou quase não há) criminalidade, a exemplo do Canadá (leitura interessante em http://oitoronto.com.br/13705/toronto-entre-as-metropoles-mais-seguras-do-mundo/) e de países nórdicos como Finlândia, Noruega (0,6 homicídios por cada 100 mil habitantes), Suécia e Suíça, assim como o Japão.
    Infelizmente não querem mais que se tenha diploma de jornalismo para se intitular como tal, infelizmente...
    Finalmente, não afirmarei que 100% dos que estudam são a favor de escala extra (tem sempre os preguiçosos como em qualquer empresa), mas a grande maioria de 99% sim, eu enquanto estava na UFMA sempre disse que poderiam me escalar no final de semana caso não pudesse trabalhar nos dias úteis por conta da universidade, se é um direito eu quero sim usufruir do mesmo, alienação e escravidão são práticas ultrapassadas, somos servidores públicos concursados (aprovados por competência intelectual e física) e não meros lacaios daqueles que estão no poder.

    SD Rossini
    Graduado em História - UFMA
    Graduando em Sistemas de Informação - IFMA

    ResponderExcluir
  3. SGT EBNILSON VEJA COMO ANDA A QUESTÃO DAS APOSENTADORIAS ESPECIAL DOS 25 ANOS, SE JÁ ESTA VALENDO, O QUE PRECISA SER FEITO, O MODELO DO REQUERIMENTO, SE ALGUÉM NO MARANHÃO JÁ CONSEGUIU, SE JÁ EXISTEM MILITARES PLEITEANDO ESSE DIREITO.NOS AJUDE NESSA QUESTÃO.

    ResponderExcluir
  4. mais isso ai é a pura verdade fiz 31 pontos p são luis estou desempregado e tenho familia vi muita gente que tem condição e entrou com mandato de segurança ou ação ordinaria e ganhou mas faz faculdade e fez uma pontuação inferior a 28 que esta trabalhando e falta apenas 2 anos p concluir o curso superior enquanto eu faço bico de estivador em deposito de contrução é revoltante...

    ResponderExcluir
  5. Caro Blogueiro. Trabalho na PMMA há 24 anos. Se uma postagem como a de Luis Cardoso foi ao conhecimento do público, é lógico que algo está acontecendo, alguém está se "sentindo prejudicado", talvez chegando a ponto de denunciar de forma anônima. Sabemos que no universo policial poucos se preocupam em adquirir conhecimento científico, com tal feito, se acham no direito de sentirem prejudicados. Segundo Senge (1999), a educação dos profissionais reflete no sucesso da Organização. Um exemplo claro foi quando se recebia dinheiro para realizar curso pelo portal SENASP, presenciamos naquele momento uma adesão em massa pela tropa. Quando acabou esse "peitinho R$", a tropa simplesmente não realiza os cursos EAD, caracterizando assim o total desinteresse pelo conhecimento. Na PMMA temos que nos desdobrar para estudar, isso é, como um profissional, seja ele funcionário público ou não. O certo é que os nossos nobres policiais, como dizem novos, ainda estão na choradeira e acham que estão em fase de treinamento. Acho bom eles se conscientizarem que na "selva de pedra" se vacilar você vira presa. Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. ESTE LUÍS CARDOSO PRECISA SE ATUALIZAR, A PM MUDOU COMO TUDO NO MUNDO MUDA E EVOLUI, A PM PRECISA DE HOMENS COM IDEIAS E QUALIFICADOS FISICAMENTE E PRINCIPALMENTE INTELECTUALMENTE E PARA QUE ISTO ACONTEÇA A POLÍCIA TEM QUE ESTUDAR MESMO, É LEI, POIS É UM DIREITO ADQUIRIDO PERANTE A CONSTITUIÇÃO, PARA UM BLOGUEIRO, O LUIS CARDOSO SERIA UM POETA QUANDO CALADO!!! SÃO PENSAMENTOS COMO O DELE QUE ATRASA NOSSA INSTITUIÇÃO E NOSSA NAÇÃO !!! SD PM /2014 RAIRAN

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço de comentários do nosso blog pode tem moderação.
Não serão aceitas mensagens:

01 - Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
02 - Que contenham conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
03 - Que contenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
04 - Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
05 - De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
06 - Que caracterizem prática de spam;
07 - Anônimas ou assinadas com e-mail falso;
08 - Fora do contexto da matéria;
09 - Só poderão comentar usuários que possua conta no Google

Blog do Ebnilson agradece a compreenção de todos

Postagens mais visitadas deste blog

3º Companhia Independente da PMMA( Amarante): Conclusão das primeiras turmas do PROERD em Sítio Novo no Maranhão

INTOLERÂNCIA MILITAR

2º Reunião da Comissão do governo com os militares: Principais Deliberações